Nova pagina 1


Você Está Aqui

Submarino Argentino pode ficar sem oxigênio a partir desta quarta

  • PDF

submarinoEsta quarta-feira , 22, é um dia dramático para os parentes dos 44 tripulantes do submarino argentino que está desaparecido. A previsão é de que o oxigênio ARA San Juan pode acabar nas próximas horas - se ele não tiver subido à superfície para renovar o suprimento de ar.

Duraante reunião extraordinária, nesta terça-feira, 21, o presidente Mauricio Macri pediu aos principais chefes militares do país que utilizem todos os meios possíveis para encontrar o ARA San Juan.

O submarino está desaparecido no Atlântico desde o último dia 15. O último contato do San Juan com a Marinha da Argentina horas antes do sumiço, quando o capitão reportou falha na bateria do sistema. Ele e os outros 43 tripulantes estavam, então, submersos na costa Sul do país.

As informações são de que as buscas estão sendo realizadas em uma área duas vezes maor do que a capital do país, Buenos Aires. Dez países, inclusive o Brasil, auiliam a Argetina nas buscas. Fabricado na Alemanha, o San Juan tem 65 metros de comprimento, sete de largura e é um dos três maiores submarinos do país.

Um ano após tragédia, missa homenageia vítimas da farmácia Pague Menos nesta quinta (23)

  • PDF

paroquiaA Paróquia São Thomaz de Cantuária realiza nesta quinta-feira, 23, uma missa em memória as dez vítimas da tragédia da farmácia Pague Menos, que completa um ano nesta semana.

A celebração será realizada na Catedral, localizada na Praça Desembargador Montenegro, no centro da cidade, às 7 horas.

Na ocasião, familiares e amigos das vítimas, além da população camaçariense deverão se unir em oração neste momento de fé e de esperança.

Tragédia

O teto da farmácia Pague Menos, localizada na Avenida Getúlio Vargas, em Camaçari, desabou no dia 23 de novembro de 2016, após uma explosão no mezanino do estabelecimento. A tragédia deixou 14 pessoas feridas e nove corpos foram encontrados nos escombros do local. Dois dias depois, uma funcionária de 40 anos, que estava internada em estado grave no Hospital Geral do Estado (HGE), não resistiu e tornou-se a décima vítima fatal da tragédia. Entre os mortos, estavam funcionárias e clientes da farmácia. 

Mãe faz campanha para comprar lente de R$ 4 mil para filho estudar

  • PDF

campanhasorveteUm adolescente de 16 anos, que é autista, deixou de frequentar a escola este ano por conta de um problema de visão. Luís Henrique mora em Barreiras, no oeste da Bahia. Ele tem uma doença chamada ceracotone, que afeta o formato e a espessura da córnea, fazendo com que a pessoa enxergue imagens destorcidas. Para voltar a enxergar bem, o adolescente precisa de lentes especiais, que custam R$ 4 mil.

Segundo o G1, a mãe de Luis, Mariana Oliveira, conta que o problema dele começou com miopia e astigmatismo, há três anos. Ela foi alertada por uma professora do garoto que ele não conseguia ler as orientações no quadro, na sala de aula. A ceracotone foi descoberta já em estágio avançado, o que impediu que ele continuasse os estudos.

“Eu percebi que, mesmo usando óculos, ele não estava conseguindo ler. Então, levei ele em outro oftalmologista. Ele deu o diagnóstico de ceracotone”, relata Maiana Oliveira, mãe de Luis.

Ainda conforme o G1, antes de ser prescrita a lente específica, os médicos que cuidam de Luis receitaram outras duas, mais baratas, mas ele não se adaptou. “Foi passada uma lente para ele. No caso, duas. Ele passou a usar uma lente em gel por baixo e outra rígida por cima. Só que essas lentes não deram muito certo. Ele não conseguiu se adaptar”, conta Maiana.

Como não tem o dinheiro para comprar as lentes que Luis precisa, a mãe do adolescente criou um festival de sorvete. No horário do intervalo, Maiana vende o sorvete na Coração de Jesus, onde Luis estudava, para arrecadar o dinheiro.

Colegas, professores e também moradores do bairro participam do festival para ajudar a mãe de Luis a comprar as lentes.

“Temos que ajudar sempre o próximo, mesmo que seja duas bolas de sorvete”, diz o estudante Vinícius Júnior.

“Muito inteligente, aprende com facilidade. Estou ajudando, de coração, para que ele consiga as lentes dele e não chegue a perder a visão”, disse Marlucia Santos, que já foi professora de Luis.

Ataque suicida em mesquita deixa 50 mortos na Nigéria

  • PDF

ataquenigeriaUm atentado terrorista em uma mesquita na cidade de Mubi, no estado de Adamawa, nordeste da Nigéria, matou ao menos 50 pessoas nesta terça-feira, 21, informou a polícia local.

 "Neste momento, temos pelo menos 50 mortos e muitos, muitos feridos", disse Othman Abubakar, porta-voz da Polícia de Estado.

O ataque foi feito por um homem-bomba, que entrou no local durante as orações da manhã e ativou os dispositivos. Segundo os policiais, há a suspeita de que o autor da ação seja uma criança ou um adolescente, já que testemunhas relataram que se tratava de alguém "muito jovem".

Apesar de nenhum grupo ter reivindicado a ação, é muito provável que ela tenha sido realizada pelos extremistas do Boko Haram, que chegaram a dominar uma área do estado há cerca de três anos.

Atualmente, a base dos jihadistas é o estado vizinho de Borno. Com informações da ANSA.

Sistema com dados de presidiário será implantado em todo país até abril de 2018

  • PDF

presidioUm sistema desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai reunir as informações processuais e pessoais de todos os presos sob custódia, permitindo que o cidadão saiba precisamente quantos presos o país tem, onde eles estão e por que motivo estão encarcerados.

O Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP), foi apresentado nessa segunda-feira, 20, pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia.

Segundo o G1, o sistema já foi implantado em Roraima, onde 100% dos custodiados pelo Estado estão incluídos no cadastro. De acordo com a ministra, a plataforma será estendida no dia 6 de dezembro aos estados de São Paulo e Santa Catarina e, até abril de 2018, às demais unidades federativas.

Carmém Lúcia anunciou ainda um termo de cooperação firmado entre o CNJ e o Ministério da Educação para a implantação de 40 bibliotecas em penitenciárias do país. Segundo ela, a intenção é garantir os direitos humanos e a possibilidades de remissão de pena, pela leitura.