Nova pagina 1


Você Está Aqui

Lavagem do Bonfim reúne baianos e turistas em procissão de oito quilômetros

  • PDF
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

lavagemdobonfimOito quilômetros de cortejo entre os bairros do Comércio e do Bonfim, em Salvador, marcaram as celebrações de católicos e do povo de santo ao Senhor do Bonfim e a Oxalá, nesta quinta-feira (11).

A caminhada foi iniciada na Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia e seguiu até a Colina Sagrada, onde as escadarias foram lavadas pelas baianas durante as homenagens. A tradicional festa do Bonfim, acontece há 264 anos e mobiliza milhares de fiéis, simpatizantes e turistas.

Segundo o G1, informações da Secretaria de Turismo apontam que a tradição da lavagem começou com os escravos, quando eles preparavam o templo religiosos para o domingo festivo. Mulheres vestidas com trajes brancos e de torços na cabeça colhiam água em uma fonte do bairro do Bonfim, que era levada à Colina Sagrada em lombo de burro. Durante o trabalho, cantava-se e dançava-se.

Neste ano, a programação em homenagem ao Senhor do Bonfim, considerado o padroeiro de coração dos baianos, foi aberta no dia no dia 4 de janeiro, com o início do novenário (que é interrompido no dia a lavagem), e segue até domingo, quando se celebra o Senhor do Bonfim.

Para 2018, o tema escolhido para a festa foi "Origem, identidade e missão do amado Jesus, Senhor do Bonfim". O lema é "Quem dizes os homens ser o Filho do Homem (Mt 16,13)". 

Caminhada

A Caminhada de Corpo e Alma saiu da Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, conduzindo a imagem de Nosso Senhor do Bonfim até Basílica Santuário, no alto da Colina Sagrada, no Bonfim. O cortejo foi puxado pela Oficina de Frevos e Dobrados, com regência do maestro Fred Dantas.

Na caminhada, o andor de madeira foi entregue aos fiéis pelos membros da Devoção do Senhor do Bonfim, que a conduziram até a Basílica Santuário. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Compartilhar