Nova pagina 1


Você Está Aqui

Brasil

Jovem que atirou em Goiânia aguarda decisão judicial para ser transferido

  • PDF

goyanasesO Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) informou nesta segunda-feira, 23, que a audiência de apresentação à Vara da Infância e Juventude do adolescente que, na última sexta-feira (20), disparou contra outros alunos de uma escola particular de Goiânia (GO), matando dois estudantes e ferindo quatro, não acontecerá nesta segunda-feira (23), conforme inicialmente anunciado.

Em nota, a assessoria do tribunal se limitou a comunicar à imprensa que o Juizado da Infância ainda não designou a data da audiência e que, por razões legais, não fornecerá novos detalhes sobre o caso, que corre em segredo de Justiça.

Até a realização da audiência, o adolescente de 14 anos deve permanecer na cela da Delegacia de Apuração de Atos Infracionais onde está apreendido desde a sexta-feira. Na noite de sábado (21), a juíza Maria Cezar Moreno Senhorelo – que não responde pela Vara da Infância e Juventude, mas estava de plantão – acatou a recomendação do Ministério Público estadual e determinou a internação provisória do adolescente por 45 dias.

Pela decisão da juíza, o garoto deveria ser transferido para o Centro de Internação Provisória (CIP) da capital goiana, onde aguardaria o julgamento do caso pelo Juizado da Infância e Juventude, conforme previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente.

Ontem (22), no entanto, a mesma juíza acatou o pedido da defesa do autor dos disparos e determinou que o adolescente permaneça na cela de uma delegacia até ser apresentado ao Juizado da Infância e Juventude. Segundo a advogada que defende o estudante, o centro de internação não é seguro para o adolescente, uma vez que seus pais são policiais militares e seu pai já atuou no sistema prisional. O MP também solicitou que o adolescente seja colocado em separado dos demais internos.

Em depoimento ao MP e à Polícia Civil, o jovem afirmou ter premeditado o crime, tendo, inclusive, pesquisado por seis meses, na internet, sobre armas e ataques em escolas, como os ocorridos em um colégio de Columbine, nos Estados Unidos, em 1999, e em Realengo, no Rio de Janeiro, em 2011.

Depoimentos

A Polícia Civil retomou hoje os depoimentos sobre o caso. Durante a manhã, o delegado Luiz Gonzaga Júnior, responsável pelo caso, ouviu o pai do adolescente autor dos disparos. Também serão ouvidos os pais das vítimas do ataque, além da coordenadora do colégio, Simone Maulaz Elteto, e outras testemunhas, como os primeiros policiais militares que chegaram ao local da ocorrência.

Foi a coordenadora escolar quem conseguiu acalmar o jovem, convencendo-o a parar de atirar contra os estudantes.

Lula promete doar apartamentos e sítio ao MTST se Justiça provar que ele é dono

  • PDF
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 

luladoaseprovardono

Além de afirmar ser vítima de uma perseguição política com os processos a que responde na Justiça, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ironizou as acusações de que seja proprietário dos imóveis não declarados.

Durante visita à ocupação do Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST) no ABC paulista, neste sábado (21), o petista afirmou que se provarem que ele é dono do tríplex no Guarujá, do apartamento vizinho à sua cobertura em São Bernardo do Campo e do sítio de Atibaia, vai doá-los ao MTST. "Estejam preparados, porque vocês podem ganhar dois apartamentos e uma chácara. Se conseguirem provar que são meus, serão seus. Pode avisar ao Moro", afirmou, acompanhado de aplausos dos sem-teto que ouviam o discurso.

Na ocasião, Lula ainda demonstrou apoio ao movimento, que ocupou um terreno de cerca de 70 mil metros quadrados. "Nesse terreno não teria uma creche, uma escola, um hospital ou moradias populares. Então, vocês estão certos de ocupar para conseguirem uma moradia digna", defendeu.

Lula ressalta que as mais de sete mil famílias que compõem o grupo, são formadas por pessoas que perderam seus empregos ou não conseguem pagar aluguel. Diante disso, ele pediu uma negociação pacífica "com o prefeito, com o governador, com o presidente golpista e com o povo brasileiro" para garantir moradias populares ao povo.

Fonte: BN

MP recomenda internação por 45 dias de adolescente que matou colegas em Goiânia

  • PDF

internjovemgoian

O promotor Cássio Sousa Lima, da vara criminal do Ministério Público em Goiânia, pediu neste sábado (21) a internação provisória, por 45 dias, do estudante de 14 anos que abriu fogo dentro do Colégio Goyases, em Goiânia (saiba mais).

Dois estudantes morreram e outros quatro foram baleados. Lima afirmou que a medida tem o objetivo de proteger o adolescente. "Eu tomei a medida de representar pela internação provisória dele por 45 dias até que termine o processo.

Essa medida deve ser retocada de certos cuidados em virtude de ser filho de policiais militares para não colocar no meio de elementos perigosos que possam causar algumas represálias", disse em entrevista à TV Anhanguera.

O promotor acredita que o menor tenha realizado o crime por ser alvo de bullying na escola. "Eu conversei com ele e ele falou que vinha sofrendo esse tipo de bullying e queria dar uma certa represália nos colegas dele", acrescentou. O jovem está sozinho em uma cela, equipada com colchão e com capacidade para até quatro pessoas.

Fonte: BN

Homem é preso por ameaçar atear fogo em outra creche em Janaúba

  • PDF

crecheUm homem foi preso nesta quinta-feira, 20, após ameaçar atear fogo em uma creche no distrito de Quem Quem, na zona rural de Janaúba, em Minas Gerais. No dia 5 de outubro, também em Janaúba, um vigia incendiou uma escola e matou 11 pessoas, a maioria crianças. Luiz Carlos Mendes Moreira, de 52 anos, teria prestado serviços para uma empreitera contratada pela prefeitura, mas os pagamentos estariam atrasado

Os familiares e pessoas do convívio de Moreira confirmaram que ele estaria há pelo menos uma semana dizendo que ateatria fogo na creche Cantinho Feliz, "igual aconteceu em Janaúba", se não recebesse o valor referente ao serviço de paveamento de vias que prestou à prefeitura enquanto contratado por uma empreiteira. Ele não é funcionário público e nem trabalha na creche, informou à reportage a assessoria de comunicação da Polícia Militar de Minas Gerais. 

No final desta quinta-feira, a diretora da instituição educacional acionou a PM, que encaminhou ao local uma equipe do 51º Batalhão da PM, que efetuou uma prisão em flagrante.

Alunos de creche incendiada em Janaúba voltam às aulas

  • PDF

janaubaAlunos da creche Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, incendiada em Janaúba (MG) no dia 5 deste mês, voltaram às aulas quinta-feira (19). Eles foram direcionados ao prédio da Unidade de Atendimento Infantojuvenil do município e terão aulas ali até que a creche seja reconstruída.

Na terça-feira (17) e quarta (18), o local foi apresentado aos funcionários da creche e aos pais dos alunos. Além disso, segundo a prefeitura de Janaúba, todas as famílias têm recebido assistência psicológica e social.

Na manhã do dia 5 de outubro, o vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, entrou na creche, onde trabalhava, e ateou fogo em crianças e nele mesmo. Foram 11 os mortos - nove crianças, a professora Heley Abreu Batista, de 43 anos, e o autor do ataque, além de 48 pessoas feridas.

A reconstrução da creche Gente Inocente será financiada por um grupo de empresários de Janaúba e Montes Claros e a previsão de retomada das aulas no local é no início de 2018. Com informações da Agência Brasil.