Nova pagina 1


Você Está Aqui

Brasil

Cai exigência de dois exames médicos em concursos. Veja quais

  • PDF

examesmedconcursonao

Decisão judicial liminar da 15ª Vara da Fazenda Pública suspendeu ontem a exigência de apresentação de dois exames médicos para candidatas a concursos públicos no estado de São Paulo: mamografia (mulheres acima de 40 anos) e colpocitologia oncótica (“papanicolau”). 

Estes exames estavam contidos em uma resolução de 2015 da Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado, que prevê exames médicos cobrados pelo DPME (Departamento de Perícias Médicas do Estado). A ação civil pública foi ajuizada pelo Núcleo Especializado de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher da Defensoria Pública 

No fim do ano passado, a Defensoria já havia conseguido a suspensão da exigência desses exames e mais o de colposcopia em concursos do Tribunal de Justiça de São Paulo. 

O argumento das defensoras Ana Rita Souza Prata e Paula Sant’Anna Machado de Souza é que esses tipos de exames violam a dignidade humana, a intimidade, a privacidade e a integridade física e psicológica das mulheres, a igualdade de gênero e a isonomia, porque não há exigência equivalente aos homens. 

De acordo com a defensoria, o pedido teve como base decisões anteriores da Justiça e também um parecer de 2015 do Cremesp (Conselho Regional de Medicina de SP) dizendo que “não há nenhuma profissão ou função que impeça o ingresso de uma mulher em qualquer trabalho e que exija a realização de exames subsidiários que exponha a mesma em suas condições ginecológicas e até obstétricas, mesmo que os mesmos possam ter caráter preventivo”.

Fonte: Exame.com

Motorista que causou acidente em Copacabana estava com carteira cassada

  • PDF

casocopacabana18

O motorista Antonio de Almeida Anaquim, 41, que dirigia o carro que atropelou 17 pessoas - entre elas um bebê, que morreu - na noite desta quinta-feira, 18, na orla de Copacabana, está com a sua Carteira Nacional de Habilitação suspensa desde maio de 2014. A informação foi divulgada pelo Detran-RJ, que não informou o motivo da suspensão. Segundo o órgão, no entanto, Anaquim não cumpriu com a exigência de devolução da CNH para realização de curso de reciclagem. 

O Detran também informou que, por cometer um crime de trânsito ao dirigir com a carteira suspensa, o motorista terá sua documentação cassada, "como determina a legislação federal de trânsito". "Neste caso, o Detran esclarece que cumpriu com todo o trâmite do Código Brasileiro de Trânsito. O Detran-RJ, assim como toda a sociedade carioca, se solidariza com as vítimas deste acidente", informou. 

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) da Polícia Civil deu resultado negativo para o teste de alcoolemia do motorista. Além de deixar um bebê morto, o incidente resultou em ferimentos em pelo menos 17 pessoas. 

Segundo testemunhas, Anaquim teria perdido o controle de seu carro, por volta das 20h30, na altura da Rua Figueiredo de Magalhães. O automóvel invadiu a calçada e a areia. Ele afirmou à Polícia Civil ser epilético e ter sofrido um desmaio enquanto dirigia. Testemunhas também contaram que, ao descer do veículo, Anaquim estava “meio parado” e “não esboçava reação”. 

Segundo os PMs, dentro do carro de Anaquim havia medicamentos para epilepsia. Após prestar depoimento, ele foi levado ao Instituto Médico-Legal (IML) para realizar exames de saúde que poderiam comprovar problema médico. Pessoas epiléticas podem dirigir automóveis, desde que comprovem não sofrer crises frequentes.

Fonte: Estadão

Motorista atropela 17 pedestres na Praia de Copacabana; bebê morre

  • PDF

rioacidenteUm bebê de oito meses morreu e 16 pessoas ficaram feridas após um atropelamento no calçadão da Avenida Atlântica, em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, por um motorista que perdeu o controle de seu veículo, por volta das 20h15 desta quinta-feira, 18, na altura da Rua Figueiredo de Magalhães. Dados são da Secretaria Municipal de Saúde.

 O carro atravessou tanto a ciclovia como o calçadão e só parou no início da faixa de areia. O motorista fugiu, mas já foi identificado e detido. No fim da noite, ele estava sendo encaminhado à 12ª Delegacia de Polícia, em Copacabana, onde o caso será registrado. O motorista, Antônio de Almeida Anaquim, de 41 anos, alegou ter sofrido um ataque epilético.

De acordo com informações do 19º batalhão da Polícia Militar, o bebê morreu na UPA (Unidade de Pronto Atendimento), próxima ao local do acidente. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, ao menos outras duas vítimas se encontram em estado grave. 

O trânsito foi interrompido em duas faixas da Avenida Atlântica, no sentido Leme, no trecho próximo à Rua Figueiredo de Magalhães.

Com informações do Estadão Conteúdo. 

Através de lei, Luiz Gama se torna patrono da abolição da escravidão no Brasil

  • PDF

luizgpatrabolicaobr

O advogado baiano Luiz Gama foi declarado patrono da abolição da escravidão do Brasil, através da Lei 13.629/18. A lei foi sancionada pelo presidente Michel Temer e publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (17).

O nome do abolicionista também será inscrito no Livro dos Heróis da Pátria, como previsto na Lei 13.628/18. Luiz Gama nasceu em 21 de julho de 1830, em Salvador. Ele libertou mais de 500 escravos no Brasil através da Justiça. Apesar de ter nascido livre, foi vendido como escravo pelo pai aos 10 anos para pagamento de dívida de jogo. Ele atuava como rábula, exercendo a advocacia sem ter o título, o que era permitido naquela época. Morreu em 24 de agosto de 1882, antes de a abolição ser concretizada.

Em 2015, 133 anos após sua morte, ele foi reconhecido como advogado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Luiz Gama era filho da africana Luísa Mahin, uma das líderes da Revolta dos Malês, com um fidalgo branco de origem portuguesa.

O pai, que era de família rica, por conta de jogos de azar, faliu. Luiz foi vendido como escravo depois que sua mãe foi exilada por motivos políticos. Foi embarcado num navio com diversos outros escravos contrabandeados para o Rio de Janeiro e São Paulo. Ele foi comprado por um alferes que o ensinou a ler e escrever. Por saber que era filho de mãe livre, Luiz Gama fugiu.

Em 1859, começou a escrever poesias satíricas e inaugurou a imprensa humorística paulistana ao fundar o jornal “Diabo Coxo”. Sua principal obra foi "Primeiras trovas burlescas de Getulino", de 1859. Ele frequentou o curso de direito como ouvinte, e assim iniciou suas ações contra a escravidão.

Fonte: Bahia Noticias

Crueldade: mulher joga cão em bueiro no interior de Goiás

  • PDF

caobueiroUm vídeo publicado nas redes sociais na última terça (16), mostra uma mulher atirando seu cachorro em um bueiro na cidade de Novo Gama, no interior de Goiás. Nas imagens é possível ver a mulher carregando o animal de forma violenta, o jogando no bueiro e depois saindo do local. Um dos vizinhos gravou todo o caso.

Em entrevista ao G1, o comandante da Guarda Civil Municipal de Novo Gama, Iran Silva, afirmou que o cão foi resgatado e passa bem: “Nós mesmos que resgatamos o cachorro. Não foi difícil, o bueiro não era muito fundo. Um vizinho viu e quis ficar com ele. Prometeu cuidar bem do animal, então entregamos o cachorro a ele”, disse.

A mulher foi identificada e levada a Centro Integrado de Operação de Segurança (Ciops) da cidade, para assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Ela afirmou que agiu por que o cão havia atacado sua filha de um ano e dois meses. As informações são do Notícias Ao Minuto.

Veja o vídeo: