Nova pagina 1


Você Está Aqui

Mundo

Abe vence eleição e poderá mudar Constituição do Japão

  • PDF

abeA coalizão governista conquistou mais de dois terços das cadeiras na eleição para a Câmara Baixa do Parlamento japonês, mostram os resultados divulgados nesta segunda-feira (23).

O Partido Liberal Democrático, do primeiro-ministro Shinzo Abe, ganhou 284 cadeiras, enquanto seu parceiro de coalizão, o Komeito, terá 29.

Assim, o governo terá 313 das 465 vagas da Casa. Antes da votação, a coalizão tinha 321 cadeiras de 475 vagas no Parlamento -o número total de cadeiras pode variar.

Ao convocar a eleição antecipada para o Parlamento, o objetivo de Abe era exatamente ganhar pelo menos dois terços das cadeiras, maioria necessária par aprovar mudanças na Constituição.

Assim, Abe deve conquistar seu terceiro mandato como premiê, entrando assim para a história como o líder mais duradouro do país após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), podendo continuar até 2021. Antes, ele tivera uma rápida e desastrosa passagem como premiê em 2006 e 2007.

Com maioria ampla na Câmara, analistas políticos preveem que o primeiro-ministro deva pôr como pauta prioritária uma ambição antiga, rever a Constituição pacifista do Japão. A Carta só permite que o país, derrotado na Segunda Guerra, tenha forças de defesa, e não de ataque.

A situação, no entanto, pode não ser tão encorajadora para as forças pró-Abe.Pesquisas divulgadas neste domingo (22) pelas mídias japonesas mostraram um paradoxo: grande parte da população tem uma frustração acumulada com o governo do primeiro-ministro justamente por causa da ideia irredutível de Abe de querer mudar o Artigo 9 da Constituição, onde é afirmado que o Japão renuncia à guerra.

Uma das pesquisas, realizada pelo jornal liberal Asahi, apontou que 51% dos entrevistados não queriam que Abe continuasse à frente do país. O contraste em relação aos resultados das urnas é justificado na pesquisa pela falta de uma melhor opção.

OPOSIÇÃO

Apesar da vitória governista, o pleito de domingo (22) também teve um bom resultado para a oposição.O recém criado Partido Democrata Constitucional, de centro esquerda, saltou de 15 cadeiras para 50.

Já o conservador Partido da Esperança, que chegou a ser visto como uma possível ameaça a Abe no começo da campanha, viu sua bancada diminuir de 57 lugares para 50. Com informações da Folhapress.

Senado da Espanha vai votar medidas contra Catalunha na sexta-feira

  • PDF

senadocatalunha27

O vice-presidente do Senado da Espanha, o conservador Pedro Blanco, afirmou neste sábado que a sessão na qual serão votadas as propostas do governo central para tomar o controle do Parlamento da Catalunha será realizada na próxima sexta-feira (27). Blanco disse ainda que o Senado vai criar na terça-feira (24) uma comissão especial com 27 parlamentares para avaliar as medidas a serem tomadas.

Mais cedo, o primeiro-ministro da Espanha, o conservador Mariano Rajoy, invocou o artigo 155 da Constituição e anunciou a dissolução do Parlamento catalão bem como a convocação de eleições em até seis meses. No começo do mês, separatistas fizeram um plebiscito não-autorizado no qual o pedido de independência venceu com mais de 90% dos votos.

O presidente regional da Catalunha, Carles Puigdemont, poderá fazer pessoalmente um apelo das medidas diante da comissão antes do meio-dia de quinta-feira ou mandar um enviado para fazê-lo. A comissão especial deve concluir a proposta final que será levada ao pleno do Senado para aprovar o texto final. É esperado que o Partido Popular, do premiê, que tem maioria na Casa, consiga também o apoio da oposição. 

Fonte: BN

Congresso do Peru aprova uso medicinal da maconha

  • PDF

maconhaO Congresso do Peru aprovou nesta quinta-feira (19) um projeto de lei para legalizar o uso medicinal da maconha, seguindo outros países da região que também deram luz verde ao uso de cannabis para fins terapêuticos.

Com 68 votos a favor, 5 contra e três abstenções, o Congresso aprovou o projeto de lei que autoriza a produção, importação e comercialização de óleo de maconha.

A iniciativa foi apresentada pelo Governo após a repercussão do caso de um grupo de pacientes com epilepsia que produzia óleo de cannabis clandestinamente e que foi descoberto pela polícia. 

"Com a aprovação desta lei, milhares de pacientes e suas famílias terão uma esperança, uma melhor qualidade de vida", disse o congressista Alberto Belaunde.

Agora o Peru se junta ao Chile e a Colômbia na legalização da maconha para uso medicinal. Já o Uruguai permite o uso recreativo e medicinal da erva. 

O presidente peruano, Pedro Pedro Kuczynski, um economista liberal de 79 anos, afirmou há alguns meses que fumar maconha "não é o fim do mundo". As informações são do Notícias aoo Minuto.

Espanha apela à Constituição e anula independência da Catalunha

  • PDF

catalunhaNa manhã desta quinta-feira (19), o presidente da Catalunha confirmou que o parlamento catalão pode declarar independência caso as autoridades da Espanha se recusem a realizar conversações. Hoje, encerra-se o prazo dado por Madri ao líder catalão para pronunciamento do estatuto da região.

O governo da Espanha afirmou que vai aplicar o 155º artigo da Constituição para suspender o regime de autonomia da Catalunha. O governo prometeu fazer de tudo para "recuperar o mais rápido possível a legalidade e ordem constitucional, recuperar a coexistência pacífica entre cidadãos e acabar com a deterioração econômica causada pela situação instável na Catalunha". Uma reunião da emergência será realizada neste sábado (21).

Além disso, um grupo especial de especialistas se encontra em Madri para determinar as ações que podem vir a ser aplicadas, caso a Catalunha se recuse a cumprir suas obrigações em conformidade com a Constituição da Espanha.

No dia 1º de outubro, na Catalunha foi realizado um referendo sobre a independência da região, no qual, de acordo com autoridades locais, mais de 90% votaram a favor da separação da Espanha. A Corte Institucional da Espanha qualificou a votação como ilegal por não condizer com a Constituição do país. Com informações do Sputnik News. 

Príncipe se casa com mulher que conheceu na balada

  • PDF

principeA norte-americana Ariana Austin viveu uma história de amor parecida com a de um conto de fadas. Há 12 anos, ela conheceu um rapaz em uma discoteca de Washington, nos Estados Unidos, e descobriu que ele era príncipe de verdade, com título real.

A dupla se casou no mês passado. Joel Makonnen estava na balada com os amigos, quando cruzou com Austin na pista de dança. "Eu disse: 'Olá, meninas. Vocês se parecem com as modelos do comercial da Bombay Sapphire", contou Makonnen para jornais dos EUA, relembrando aquela noite de 2005.

O jovem de 23 anos preferiu esconder de Austin sua verdadeira identidade e tentou impressioná-la com seus conhecimentos sobre história. "Ele falou sobre temas pesados, apesar de ser jovem. Mencionou a revolução pela qual a Etiópia passou", confessou a mulher.

Conhecido como príncipe Yoel, Makonnen nasceu em Roma, na Itália, mas foi criado na Suíça durante o período em que seus pais, o príncipe David Makonnen e a princesa Adey Imru Makonnen, viveram no exílio. A família foi expulsa da Etiópia em 1974, após uma guerra colocar fim ao reinado de seu avô. Com informações da Ansa.