Nova pagina 1


Você Está Aqui
Banner

Saúde

Casos de demência devem triplicar nos próximos 30 anos, Alzheimer responde por cerca de 70%

casosdemenciaaumt

Um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgado nesta quinta-feira (7) apontou que a população vivendo com demência deve triplicar até 2050. Atualmente cerca de 10 milhões de pessoas são diagnosticadas com a doença por ano.

A maioria delas vive em países com menos recursos financeiros nos sistemas de saúde. O número de acometidos ainda pode ser maior, diz a OMS, já que os dados divulgados correspondem à contribuição de 21 países. A entidade espera que até o final de 2018 em torno de 50 países contribuam com os dados para um melhor cenário sobre a prevalência global da doença.

O Alzheimer responde por cerca de 70% dos casos, mas há outras causas, como a demência associada ao HIV, a problemas vasculares ou a lesões. Mulheres são mais afetadas que os homens, segundo o relatório. 

Fonte: BN

Prefeitura entrega USF da Nova Aliança em Camaçari

prefelininaugnalianca

Com o compromisso de fortalecer a saúde no município, a Prefeitura de Camaçari entregou, no final da tarde desta segunda-feira (04/12), mais uma unidade de saúde para a população. Desta vez foi a Unidade de Saúde da Família (USF) da Nova Aliança, localizada no bairro Phoc II. Esta é a 16ª unidade entregue somente neste ano. 

Entre as requalificações realizadas na USF, foram feitas a ampliação da recepção, reconstrução da cobertura de entrada, mudança na estrutura da farmácia, ampliação do auditório e da sala de reuniões, pintura, serviços para combater infiltrações e serviços nas partes elétrica e hidráulica. 

O prefeito Elinaldo Araújo pontuou a importância de mais uma USF requalificada. "Já entregamos 16 unidades de saúde, tanto na sede quanto na orla. Isso mostra a nossa prioridade, que é cuidar do básico, fazer a saúde funcionar, buscando sempre o melhor serviço para a população", falou. 

A gestora da USF, Renata Matos, falou sobre a melhoria da unidade, primeira feita desde que foi inaugurada. "A gente tem mais de 35 anos de unidade e nunca tinha havido reforma. Isso para a saúde do trabalhador e para a saúde do paciente é muito bom. É um retorno muito positivo para a comunidade, que pediu tanto essa melhoria", ressalta a gestora, satisfeita. 

De acordo com o secretário da Saúde, Elias Natan, mais unidades serão entregues ainda este ano. "Nós ainda temos cinco unidades para entregar para até o fim do ano, ultrapassando mais de 20 unidades reformadas em apenas 12 meses de gestão", afirmou. 

Quem também ficou satisfeita com a mudança foi a moradora do Phoc II, Ana Crispiniana. "Eu sou bem atendida aqui e com essa mudança ficou muito melhor. Mais agradável de a gente ficar", contou. 

A USF Nova Aliança possui no total 50 funcionários, que funciona em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz/ Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz (Fiocruz-Bahia), cedendo profissionais residentes que trabalham em quatro equipes com destaque na saúde preventiva, atividade bastante elogiada pela comunidade.

Fonte: Ascom

Ford entrega primeiro certificado cárie zero em Candeias

fordcertcand

A Ford concedeu hoje (30) mais um certificado de saúde bucal Cárie Zero, reconhecimento simbólico que atesta a passagem do Odontomóvel por entidades de ensino. Desta vez, o consultório-móvel odontológico promoveu ações preventivas e educativas  para os alunos da Escola Municipal Professor Dásio José de Souza, em Candeias (BA). Esse é o primeiro certificado que Candeias recebe.

O atendimento foi realizado na unidade montada sobre um caminhão Ford F-350, que conta com a estrutura completa de um consultório odontológico para levar atendimento preventivo aos estudantes de 2 a 15 anos.Durante os sete meses em que o projeto esteve na escola foram atendidos 361 alunos, realizados 1.380 procedimentos clínicos e 2.029 ações coletivas, como aplicação de flúor, escovação e atividades educativas.

fordpub

Marcos Vinícius Muniz, 15 anos, aluno da escola, conta que já havia realizado procedimentos odontológicos em outras clínicas, mas diz que a experiência com o Odontomóvel foi melhor do que ele esperava. “Foi ótimo, gostei muito do atendimento das dentistas, que foram extremamente solícitas. Elas encontraram duas cáries e fizeram as obturações.”

“O Odontomóvel foi de suma importância para a nossa escola e proporcionou aos nossos alunos tratamentos dentários de qualidade. Os dentistas fizeram um belíssimo trabalho de conscientização com os nossos alunos sobre como ter uma alimentação saudável”, afirma Rosana Villas Boas, gestora da escola.

Além da prevenção, o Programa Odontomóvel busca mobilizar, capacitar, conscientizar e propor uma mudança de atitude nas pessoas, sejam alunos, pais ou professores, em relação à saúde bucal. Em todo o Brasil são cinco unidades em funcionamento, sendo três na Bahia, uma em São Paulo e outra no Ceará.

Como este, outros programas de responsabilidade social da Ford no Brasil são realizados em parceria com o Ford Fund, que é o braço filantrópico da Ford Motor Company. Há mais de 65 anos, o Ford Fund trabalha para melhorar a vida das pessoas e fazer do mundo um lugar melhor, investindo em programas inovadores e concentrando esforços em vida comunitária, educação e direção segura.

Fonte: Ascom Ford

Vacina antidengue traz riscos para quem nunca contraiu o vírus

vacdengueriscos

A única vacina contra dengue disponível no Brasil, produzida pela Sanofi Pasteur, não é mais recomendada para as pessoas que nunca foram infectadas pela doença. O alerta foi emitido nesta quarta-feira, 29, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que recebeu nesta semana dados preliminares de estudo conduzido pela própria Sanofi. A pesquisa indicou aumento do risco de desenvolvimento da forma grave da doença entre aqueles que nunca contraíram o vírus. 

No comunicado, a Anvisa esclareceu que a vacina em si não desencadeia a dengue nem a forma grave da doença. O risco de casos graves estaria restrito, segundo o trabalho, a quem nunca teve contato com o vírus. 

A Anvisa destacou que os dados precisam de confirmação. Mesmo assim, por precaução, a bula da vacina deverá ser atualizada. Já o próprio laboratório admite que a vacina deixará de ser recomendada a quem nunca teve dengue. "Não é uma contraindicação porque os riscos são baixos, mas deixamos de recomendá-la para quem nunca teve contato com o vírus porque os estudos mostraram que não compensa para esse público", disse Sheila Homsani, diretora médica da Sanofi Pasteur. 

Ainda é investigado o motivo da reação adversa. Para quem já tomou a vacina, a recomendação é de buscar logo o médico, caso haja sintomas da doença. 

Aprovada no País em 2015, a vacina é indicada para a proteção contra os 4 tipos de vírus da dengue e aplicada em três doses. Na época do lançamento, a informação era a de que proporcionaria eficácia global de 65%. Isso significa que, mesmo após imunização, havia risco de 35% de uma pessoa contrair a doença se exposta ao vírus. O desempenho da vacina, porém, variava conforme o subtipo do vírus. 

A vacina está disponível nas clínicas particulares. Ela não é adotada no Programa Nacional de Imunização. O governo do Paraná, porém, comprou por iniciativa própria cerca de 700 mil doses para áreas de maior risco. Dos 399 municípios do Estado, 30 receberam a vacina. Mesmo após o alerta da Anvisa, o Estado vai manter a estratégia - 300 mil foram imunizados entre 2016 e 2017 

Os estudos conduzidos pela Sanofi mostram que o aumento de risco se traduz em 5 casos de hospitalização em cada mil pessoas que nunca haviam tido contato com o vírus e foram vacinadas e 2 casos de dengue severa em cada mil vacinados sem contato prévio com o vírus.

A Anvisa diz que, para quem já teve contato com o vírus, "o benefício da vacina permanece favorável". Antes da obtenção do registro, o imunizante havia sido testado em cerca de 40 mil pessoas. Naquela etapa, não foi achado risco na população em geral. 

Fonte: Jornal O Estado de S. Paulo