Nova pagina 1


Você Está Aqui

Jovem é assassinado na Gleba B em Camaçari

  • PDF

mortegleba

Na tarde deste sábado (19), mais um homicídio aconteceu em Camaçari, desta vez no Bairro da Gleba B, mais precisamente na esquina da Rua do Telegrafo com a Avenida Concêntrica, próximo a uma padaria.  O homicídio foi registrado pela SSP/BA as 16h. 

O local fica bem na divisa do bairro da Bomba com a Gleba B, em frente ao antigo bar do Reggae.

A vítima foi identificada como Leonardo Bispo Paim, de 29 anos. A polícia investiga o caso.

Fonte: Camaçari Notícias

Mãe e filho estão entre presos em operação policial

  • PDF

maefilhobdmpresos

Três dos dez presos na operação Balão Mágico da Força-Tarefa da Secretaria da Segurança Pública (SSP), realizada nesta sexta-feira (18), são membros da mesma família. Maria Auxiliadora Bacellar Costa foi presa junto com o filho, Wagner Barcellar Costa, e o sobrinho, André Luís Bacellar da França. Eles são suspeitos de fazer parte de uma quadrilha ligada à facção criminosa Bonde do Maluco (BDM), e que atua na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Outro filho dela é apontado como o líder do grupo. 

Segundo a polícia, Vinicius Barcellar, conhecido como Fofão ou Doido, morava em Aracaju, Sergipe, e era quem dava as cartas na quadrilha. Policiais tentaram prendê-lo nesta sexta, mas ele conseguiu fugir. De acordo com os investigadores, ele, a mãe, o irmão, o primo e outras sete pessoas devem lealdade à facção Bonde do Maluco, com atuação em Camaçari e Simões Filho. 

A investigação sobre a família Bacellar e os outros suspeitos começou em abril deste ano, mas Vinicius já estava sendo procurado antes dessa data. Ele é o 3 de ouro do Baralho do Crime - ferramenta criada pela SSP com a lista dos bandidos mais procurados do estado. 

Participação

De acordo com a polícia, o principal comparsa de Vinicius era o primo dele. André Luís Bacellar seria o responsável por coordenar a área financeira do grupo, recrutando laranjas e fazendo a lavagem de dinheiro da quadrilha. A mesma função seria exercida por Maria Auxiliadora Bacellar e Wagner Bacellar. André morava em uma casa de luxo em Camaçari, no mesmo terreno que outros familiares, e foi preso em flagrante. 

De acordo com o delegado do Departamentos de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), Marcelo Calmon, os policiais encontraram um cofre com R$ 85 mil em dinheiro, escondido dentro de um freezer desligado, no sótão da casa do suspeito. Ele, a tia e o primo foram presos e apresentados à imprensa nesta sexta com outras sete pessoas. Ele foi o único que não tentou esconder o rosto, mas não comentou o caso. 

O diretor do Draco, Marcelo Sansão, contou que a investigação foi intensificada após a morte do traficante Marcelo Batista dos Santos, o Marreno, ocorrida no dia 9 de agosto. De acordo com a polícia, Marreno era líder da facção criminosa Bonde do Maluco, com atuação em diversas regiões da Bahia. Ele e a família Bacellar pertenciam à mesma organização criminosa. 

"Nosso objetivo com a operação que resultou nessas prisões foi retirar desse grupo criminoso o potencial financeiro, o que reflete na compra e aquisição de novas armas e drogas. O estopim foi a situação Marreno, mas a investigação estava sendo realizada há alguns meses", afirmou, na sexta. 

 A morte de Marreno ainda provoca mudanças na rotina de alguns bairros. Em Capelinha de São Caetano, os ônibus deixaram de circular durante algumas horas, nesta sexta, depois de veículos serem pichados com o nome de Marreno e de rodoviários serem ameaçados. O serviço voltou à normalidade no começou da noite. 

Quadrilha

Os dez suspeitos estavam em casa, nas cidades de Camaçari, Salvador e Aracaju (SE), quando foram surpreendidos pelos policiais, na madrugada desta sexta-feira. As prisões começaram por volta das 3h e todos foram conduzidos para o Centro de Operações Especiais (COE), ao lado do aeroporto internacional de Salvador. 

Além dos integrantes da família Bacellar, foram presos também Mariana Oliveira Costa, Geraildo Silva dos Santos, Daniela Santos Canuto, Caio Vinícius Nascimento Santos, e Sérgio de Jesus Lim; este último não era alvo da operação, mas estava com Geraildo quando os policiais chegaram e, por isso, foi preso em flagrante por porte ilegal de arma e tráfico de drogas. 

Em Aracaju, os policiais capturaram Luís Henrique Oliveira de Freitas e Juliana Santos Teles da Silva. Todo esse grupo, exceto Sérgio, possuía mandado de prisão em aberto. A polícia acredita que a quadrilha liderada por Vinicius Bacellar tem outros integrantes e a investigação ainda não foi concluída. Os presos desta sexta vão responder por tráfico de drogas, lavagem de dinheiro, associação ao tráfico e porte ilegal de arma. 

Quem tiver informações que possam ajudar a polícia pode entrar em contato pelo Disque Denúncia (71) 3235-0000 ou 181. O sigilo é garantido.

Fonte: Correio

Temer se reúne com Aécio para esvaziar comando de Jereissati no PSDB

  • PDF

temeraecioreun7

O presidente Michel Temer conversou na noite desta sexta-feira (18) com o senador Aécio Neves (PSDB-MG), em uma reunião que não constou da agenda oficial, no Palácio do Jaburu. De acordo com o blog da jornalista Andréia Sadi, do G1, o objetivo da conversa, que durou cerca de uma hora, foi discutir estratégias para esvaziar o grupo do presidente interino do PSDB, Tasso Jereissati (PSDB-CE).

Temer estaria preocupado com as críticas ao governo feitas por Jereissati, com aval do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Ainda segundo a publicação, Temer quer incentivar Aécio a retomar o comando do partido.

Desta forma, o senador teria poder para indicar um novo interino para a presidência, deixando Jereissati isolado. A divisão interna ficou mais acirrada após o programa de TV do partido veiculado na última quinta (17), no qual o partido admitiu erros e criticou o chamado “presidencialismo de cooptação”. Idealizado pelo presidente interino, a propaganda teve aval de FHC.

Fonte: BN

Vitória vence fora de casa e tira invencibilidade do Corinthians no Brasileirão

  • PDF

vitvencecorintsab7

Caiu o último invicto do Campeonato Brasileiro. Em duelo disputado neste sábado (19), o Vitória venceu o Corinthians por 1 a 0, em Itaquerão, e tirou a invencibilidade da equipe paulista no certame. O gol foi marcado por Santiago Tréllez. Clique aqui e confira todos os detalhes da partida. 

O Rubro-negro baiano ainda quebrou um tabu. Essa foi a primeira vez que o time venceu o Corinthians fora dos seus domínios.  Com o resultado, o Vitória chegou aos 22 pontos e agora ocupa  provisoriamente a 18ª posição no certame. Já o Corinthians permanece na liderança com 47. 

O próximo compromisso do time comandado pelo técnico Vagner Mancini é contra o Coritiba, segunda-feira (28), às 20h, no Couto Pereira. 

O JOGO

Como já era esperado, o Vitória adotou uma postura cautelosa e decidiu apostar nos contra-ataques. Já o Corinthians tentou ir para cima, mas encontrou dificuldades nos minutos iniciais para superar a forte marcação Rubro-negra. 

A estratégia do Vitória deu certo. Aos 11, Neilton encontrou Santiago Tréllez na direita, o colombiano chutou, a bola desviou em Guilherme Arana e morreu no fundo da rede.  Após sofrer o gol, o Corinthians partiu para cima e tentou encurralar o Vitória.  Mas pecou nos passes e finalizações. 

Aos 30, o Corinthians teve um gol anulado. Fagner cobrou escanteio, Balbuena desviou e achou Romero livre na pequena área. O atacante cabeceou para o fundo do gol, mas nitidamente impedido. 

No final da primeira etapa,  o Corinthians quase empatou.  Clayson levantou na área, Jô cabeceou, e Fernando Miguel defendeu. Romero pegou o rebote e a bola chegou dentro da área para Rodriguinho, que chutou para fora. 

Segundo tempo 

A etapa final começou movimentada, com as duas equipes buscando o jogo.  

Aos quatro, um lance polêmico. Caíque Sá cruzou para a área, abola passou por todo mundo, e Kanu marcou de cabeça. A arbitragem marcou impedimento. No entanto, as imagens de TV mostraram que o lance foi legal, já que Rodriguinho dava condição. 

O Corinthians insistia e persistia, mas esbarrava em Fernando Miguel.  Aos 24, Rodriguinho cruzou da direita, Jô subiu bem, cabeceou e o camisa 1 do Leão se esticou todo e espalmou a bola. 

Um minuto depois, o Vitória armou um grande contra-ataque. Tréllez recebeu na direita, tocou para Neilton, que dentro da área, chutou para a defesa de Cássio. 

O Vitória conseguiu se segurar e garantiu o triunfo fora de casa. 

FICHA TÉCNICA

Corinthians x Vitória

Campeonato Brasileiro – 21ª rodada

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Data: 19/08/2017

Horário: 16h

Árbitro: Eduardo Tomaz Valadão (GO)

Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO-FIFA) e Cristhian Passos Sorence (GO)

Assistentes adicionais: Elmo Alves Resende Cunha (GO) e Bruno Rezende Silva (GO).

Gol: Santiago Tréllez (Vitória)

Cartões amarelos: Ramon e Fillipe Soutto (Vitória) 

Corinthians: Cássio, Fagner, Balbuena (Jadson), Pedro Henrique e Guilherme Arana (Moisés); Gabriel, Maycon, Clayson, Rodriguinho e Romero (Marquinhos Gabriel); Jô. Técnico: Fábio Carille. 

Vitória: Fernando Miguel; Caíque Sá, Kanu, Wallace e Juninho; Ramon, Uillian Correia e Yago (Fillipe Soutto); Neilton (Carlos Eduardo), David (Patric) e Santiago Tréllez. Técnico: Vagner Mancini.

Fonte: BN

Em nota, Dilma nega ter recebido aposentadoria irregular

  • PDF

dilmaA ex-presidente Dilma Rousseff através de  nota divulgada neste sábado, 19, em seu site, negou ter sido beneficiada ao se aposentar.  Na sexta, 18, a revista 'Veja' publicou reportagem que afirmava que a petista havia furado a fila do INSS e obtido aposentadoria sem apresentar todos os documentos necessários.

No textoo, a assessoria da ex-presidente criticou a reportagem, que chamou de "velho Jornalismo de Guerra". O texto informa que, inicialmente, parte do tempo de trabalho cumprido por Dilma não foi reconhecido devido ao período em que se anistiou.

Um erro cometido por uma funcionária do INSS causou o pagamento do primeiro benefício em agosto de 2016, e não em setembro, como seria correto. A defesa da ex-presidente informa que está recorrendo da devolução do montante porque "a jurisprudência dos tribunais superiores considera incabível a cobrança pelo erário dos valores recebidos de boa-fé".

 Leia abaixo a nota completa

A propósito da matéria “Investigação confirma aposentadoria irregular de Dilma”, veiculada por Veja a partir de sexta-feira, 18, a Assessoria de Imprensa de Dilma Rousseff esclarece:

Veja volta a executar o velho Jornalismo de Guerra ao dar ares de escândalo à aposentadoria da presidenta eleita Dilma Rousseff. O escândalo está na perseguição que a revista promove e não na aposentadoria em si.

Depois de 36 anos, 10 meses e 21 dias de serviços prestados – comprovados documentalmente – aos 68 anos de idade, Dilma Rousseff se aposentou com vencimentos pouco acima de R$ 5 mil — o teto do INSS. Ela nada recebe como ex-presidenta da República ou anistiada política. O benefício segue os rigores da lei. Tampouco se valeu de subterfúgios para o recebimento de valores indevidos ou excessivos, como ocorre com Michel Temer e ministros do governo golpista.

Afastada da Presidência pelo golpe construído a partir do impeachment fraudulento, Dilma Rousseff recebeu em agosto de 2016 seu primeiro benefício como aposentada.

Inicialmente, o governo golpista se recusara a reconhecer o tempo de serviço dela, com base nos efeitos da anistia. É que, além de ter sido encarcerada pela ditadura no início de 1970, Dilma Rousseff foi obrigada, a partir de 1977, a se afastar de seu trabalho, na Fundação de Economia e Estatística, por integrar a chamada lista do General Frota. Só no final dos anos 1980, foi anistiada.

Por isso, Dilma Rousseff pleiteou para a sua aposentadoria o reconhecimento pelo INSS do período de anistia de aproximadamente dez anos. O governo golpista negou-lhe os efeitos da anistia com o evidente objetivo de prejudicá-la. Alegou que tentava fraudar a previdência, procurando se aposentar antes da hora. A ação foi frustrada porque Dilma Rousseff havia trabalhado por todo esse período e podia facilmente comprová-lo. Como o fez.

Na sequência, o INSS apontou que uma anotação equivocada por parte de uma funcionária — sem interferência da presidenta eleita —, ensejou a concessão do benefício em agosto e não em setembro, como seria o correto. A própria autarquia avaliou, no entanto, que não houve má-fé por parte da servidora.

A defesa da presidenta eleita — a cargo dos advogados Bruno Espiñera Lemos e Victor Minervino Quintiere — deixou claro que não era possível exigir de Dilma Rousseff que soubesse tratar-se de equívoco por parte do sistema do INSS. Isso porque o procedimento passou pelos devidos trâmites regimentais.

Dilma Rousseff está recorrendo da devolução. A jurisprudência dos tribunais superiores considera incabível a cobrança pelo erário dos valores recebidos de boa-fé. Ela vê na atitude do governo golpista uma clara tentativa de prejudicar funcionários de carreira criando uma “falsa denúncia” para punição abusiva.

A sindicância mencionada por Veja reforça a tese da defesa da ex-presidente de que não houve “intenção clara dos investigados em beneficiar Dilma Rousseff”.

Veja dá cores de denúncia ao que é sanha de um governo usurpador, tomado pelo objetivo de perseguição política e de diversionismo dos escândalos de corrupção do grupo no poder. Devia era explicar as aposentadorias precoces do presidente ilegítimo e de seus associados.

A revista também não cumpre a exigência fundamental do jornalismo isento, ao deixar de procurar a defesa da ex-presidente ou sua assessoria de imprensa. Não há desculpas ou explicações que justifiquem a parcialidade e o proselitismo político da revista.

Esse é o retrato dos nossos tempos, em que a democracia se mantém sufocada pelos interesses inconfessáveis de uma elite insensível ao bem-estar da população e ao respeito dos direitos democráticos, como a liberdade de imprensa.

Vitória finaliza preparação para jogo deste sábado (19)

  • PDF

treinovitoriaO Vitória já está relacionado e definido para enfrentar o Corinthians, no jogo que ocorre neste sábado, 19, na Arena Itaquera, às 16h, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O treino desta sexta-feira foi  fechado para a imprensa. O técnico Vagner Mancini já definiu o time titular, que entra em campo com: Fernando Miguel, Caíque Sá, Kanu, Wallace e Juninho; Ramon, Uillian Correia, Yago e David; Neilton e Tréllez.

 Mancini relacionou 20 atletas para a partida deste sábado (19). Retornam: Wallace e Yago, que cumpriram suspensão e Carlos Eduardo e Cleiton Xavier, recuperados de lesão. Embora o atacante André Lima esteja recuperado de sua lesão, o comandante do Leão deixou o jogador de fora da lista por opção. Já Willian Farias voltou a sentir e está fora. O elenco rubro-negro embarcou  às 14h20 para São Paulo.

Confira a lista de relacionados:

 Goleiros: Caíque Santos e Fernando Miguel

Laterais: Caíque Sá, Juninho, Patric e Wallace Reis

Zagueiros: Bruno, Fred, Kanu, Ramon e Renê Santos

Volantes: Fillipe Soutto e Uillian Correia

Meias: Carlos Eduardo, Cleiton Xavier e Yago

Atacantes: Danilinho, David, Neilton e Tréllez

PMDB retoma processo para mudar nome e voltar a se chamar MDB

  • PDF

romerojucapmdbA direção do PMDB retomou um processo interno para mudar o nome da legenda para MDB (Movimento Democrático Brasileiro), abandonando a denominação de "partido" e retomando a sigla usada durante a ditadura militar. A cúpula peemedebista se reúne na manhã desta quarta-feira (16) para discutir a convocação de uma convenção partidária para aprovar a mudança. O objetivo é concretizar a alteração até o fim de setembro, segundo dirigentes. 

A proposta de alteração do nome do PMDB foi avalizada pelo presidente Michel Temer. A decisão faz parte de uma tentativa do comando do partido de amenizar os desgastes sofridos pela legenda com a Lava Jato e com o envolvimento de seus principais integrantes em escândalos de corrupção. 

O grupo quer usar essa mudança para tentar renovar a imagem do PMDB antes das eleições de 2018. A decisão de excluir o "P" da sigla foi testada em pesquisas de opinião que detectaram a rejeição a partidos tradicionais pela população. O MDB foi usado de 1966 a 1979, durante o bipartidarismo da ditadura militar, quando fazia oposição à Arena (Aliança Renovadora Nacional). O PMDB estuda essa alteração há cerca de um ano, mas as articulações foram interrompidas devido ao impacto sofrido pela sigla com a Lava Jato. 

Com a alteração, o PMDB se soma a outras siglas que buscam mudar suas marcas antes das próximas eleições, como o DEM (que pode virar MUDE), o PTN (que se tornou Podemos) e o PEN (que pode se transformar em Patriotas).

As informações são da Folhapress

PF descobre esquema de sonegação e lavagem de dinheiro envolvendo distribuidoras de combustível

  • PDF

pfdistcombutbi

Além da Operação Hammer On, a Polícia Federal deflagrou, em Campinas (SP), a Operação Rosa dos Ventos, que investiga um esquema de evasão de divisas envolvendo pelo menos 11 distribuidoras de combustíveis. A investigação começou em 2013, a partir de uma distribuidora em Paulínia, interior de São Paulo, na região de Campinas. 

Mas a Polícia Federal descobriu toda uma cadeia de negócios que começa com a sonegação de impostos. O esquema levava a uma margem de lucro de cerca de 33% a mais que os concorrentes. Com, isso, elas ofereciam preços menores. Desconfia-se que havia empresas que atuavam no esquema há mais de 20 anos. 

O prejuízo calculado só com imposto sonegado e o não pagamento de multas é de R$ 3 bilhões. Mas a PF também descobriu que o negócio envolvia o comércio de perdas preciosas e a falsificação de títulos da União, papéis usados para aumentar o capital social das empresas e garantir financiamentos. As empresas investigadas são registradas todas em nomes de laranjas para esconder os verdadeiros proprietários.

Fonte: Agência Brasil

Governador do Rio Grande do Norte é alvo de operação da PF

  • PDF

governadorrspf

Cerca de 70 agentes da Polícia Federal (PF) participam, desde as primeiras horas da manhã de hoje (15), de uma operação que apura a prática de supostos crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça por agentes públicos do Rio Grande do Norte. Entre os alvos da Operação Anteros estão o governador Robinson Faria (PSD) e dois auxiliares de sua confiança - Adelson Freitas dos Reis e Magaly Cristina da Silva. 

Onze mandados judiciais expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) estão sendo cumpridos, sendo nove de busca e apreensão e dois de prisão. Dois imóveis residenciais pertencentes a Faria, a governadoria, no Centro Administrativo do estado, e a Assembleia Legislativa estão entre os locais onde os policiais federais recolheram documentos e provas para análise. 

Faria é investigado por suspeita de fraudes na contratação de funcionários da Assembleia Legislativa a partir de 2006, época em que presidia o Parlamento. Faria também é suspeito de tentar comprar o silêncio de um dos delatores da Operação Dama de Espadas, deflagrada em agosto de 2015. 

Em maio, ao denunciar 24 pessoas investigadas na Operação Dama de Espadas, o Ministério Público afirmou que os desvios dos cofres da Assembleia Legislativa podem superar os R$ 5,5 milhões. Segundo as autoridades, os recursos públicos eram desviados por meio da inclusão de funcionários fantasmas na folha de pagamento da assembleia. 

Como o processo corre em segredo de Justiça, a PF e o STJ não divulgaram mais detalhes sobre a operação. 

A Agência Brasil entrou em contato com a assessoria do governo potiguar, que se limitou a informar que Robinson Faria ainda não se manifestou sobre a ação policial, mas deve divulgar uma nota.

Fonte: Agência Brasil