'Baralho do Crime' da Bahia é atualizado e sete procurados pela polícia são adicionados ao catálogo

Policia

baralho

Sete novos homens procurados pelas polícias da Bahia foram adicionados ao "Baralho do Crime" da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), segundo informações da pasta nesta quinta-feira (22).

O "Baralho" é um catálogo que reúne informações dos foragidos mais perigosos do estado, como nome, apelido, área de atuação, além da foto. A divulgação tem o objetivo de contar com a ajuda de denúncias anônimas que possam colaborar na localização dos criminosos.

O catálogo de procurados teve a primeira atualização em 2018, e na alteração, o 'Valete de Paus', a maior carta alterada, passou a ser ocupada por João Cleison Mota Carvalho, o 'Didi', procurado por homicídio e tráfico de drogas, com atuação na cidade de Ribeira do Pombal, cidade a cerca de 300 km de Salvador. Ele substituirá Allan Keyson Regis de Souza, o 'Jegue', capturado em novembro de 2017.

Ainda no naipe de "Paus", Manoel Rafael Bispo de Jesus, o 'Jorge Bocão', ilustra a carta "Nove de Paus" no lugar de Ronaldo Santos de Carvalho, o 'Nal', que teve mandado de prisão revogado. Jorge Bocão é procurado por sequestro e agia na região de Valença, no baixo sul do estado.

O também sequestrador Amauri Francisco de Sousa, o 'Babá', radicado em Seabra, é o novo 'Oito de Paus', em substituição a Artur Arlindo Barbosa Pacheco, o 'Arturzinho', preso em dezembro de 2017, durante operação policial no bairro de Ondina, em Salvador.

Procurado por homicídio qualificado, o 'Dez de Ouros' é agora Cláudio Santos Nascimento, o 'Zinho', que atua no bairro de Itapuã, também na capital baiana. Ele substituiu Douglas Santos, que morreu após entrar em confronto com a Polícia Militar no bairro de Sussuarana, em Salvador, no dia 15 de janeiro deste ano.

As três mudanças do naipe de 'Espadas' são procurados por homicídio qualificado e atuavam no bairro de Itapuã e adjacências, são eles: Ricardo Lima Ribeiro, o 'Kadu', Giovani Costa Marinho, o 'Gel', e Antônio Carlos Ribeiro da Conceição, o 'Capenga'.

O Baralho está disponível 24 horas, através do site do Disque Denúncia. Toda pessoa, de forma sigilosa, pode denunciar o paradeiro dos foragidos com informações pelos telefones 181 (para o interior do estado) e 71 3235-0000 (para Salvador).

 

Fonte: G1