Mulher mata filho recém-nascido em banheiro da Semed em Camaçari

Policia

dtcamacari18mulhercri

A polícia de Camaçari prendeu em flagrante Marilene Santana das Neves, 22 anos, após ela ter matado o próprio filho recém-nascido, de forma cruel e violenta, dentro do banheiro da Clínica Semed, localizada na Rua Francisco Drumond, centro da cidade.

Conforme informações da titular da Delegacia de Homicídios de Camaçari, delegada Maria Tereza, o crime aconteceu no último domingo (04), quando Marilene teria chegado à unidade médica reclamando de fortes dores, mas, negando, no entanto, seu estado de gestação. “Ela escondeu a gravidez da família por 9 meses e, na clínica, não declarou que estava grávida. Apenas pediu analgésico”, iniciou a delegada.

Assim que a dor aliviou, Marilene se dirigiu até o banheiro, onde deu a luz à criança. Logo em seguida, segundo o relato da delegada, teria tentado matar o bebê afogado na água do vaso sanitário. “Como a criança não morreu afogada, ela esganou, usou as mãos para matar o filho. Depois bateu no filho, porque o corpo da criança apresentava vários hematomas visíveis na região do tórax, no abdômen”, contou, explicando que baseia sua narrativa na declaração dos médicos e que o laudo cadavérico deve confirmar a versão.

A acusada também teria colocado o bebê em um saco preto, jogado no lixo e em seguida fugiu, porém a criança ainda estava viva. “A administração da clínica desconfiou da demora da paciente. Ao procurá-la no banheiro, viram muito sangue. Ao limparem o local, encontraram a criança ainda viva. Passaram a noite tentando reanimá-la, mas infelizmente ela veio a óbito no dia seguinte pela manhã”, relatou a delegada.

Acionada a equipe da Delegacia de Homicídios foi até o local e autuou Marilene em flagrante. Ela agora está custodiada no Hospital Sagrada Família, em Salvador. “Ela foi levada para Salvador, porque aqui não tinha como fazer a curetagem, já que ela arrancou o cordão umbilical com as mãos”, explicou Dra Maria Tereza.

 

Com informações do Bahia no Ar