Advogada é morta a tiros após ser sequestrada

Policia

advo

Uma advogada de 56 anos foi sequestrada e morta a tiros na noite desta terça-feira, 26, na cidade de Feira de Santana (a 109 quilômetros de Salvador). Sílvia da Silva Carvalho foi executada com diversos disparos por volta das 20h30, na estrada do Alecrim Miúdo, no distrito de Maria Quitéria.

Segundo informações da polícia local, o crime foi cometido por quatro homens, que estavam em um veículo e seguiram a vítima após ela sair do escritório, em frente ao Complexo de Delegacias do Sobradinho. A secretária da advogada também foi levada pelos suspeitos.

“Ela saiu do escritório e estava em seu veículo. Após contornar um posto de combustível, os homens em outro carro sinalizaram para que ela parasse, mostraram a arma e pediram que ela sentasse no banco do carona e a secretária no banco do fundo. Próximo ao Conjunto Cordeirópolis, a secretária passou para outro carro. Chegando na zona rural, os bandidos pediram que a advogada descesse do veículo e a mataram com cerca de cinco tiros”, relatou o delegado Gustavo Coutinho, ao site Acorda Cidade.

Ele ainda firmou que a secretária teria afirmado que "o tempo todo os bandidos disseram que o alvo era a advogada e proferiram vários xingamentos, dando a entender que era um acerto de contas, como se ela tivesse recebido algum pagamento e não tivesse feito o serviço. Além disso ela contou que a Dr. Sílvia estava tranquila como se conhecesse os bandidos e não estivesse acreditando que seria assassinada”, acrescentou Coutinho.

Os suspeitos abandonaram o veículo da advogada, modelo Siena, no km 3 da BR 116 Norte, próximo à entrada do distrito de Maria Quitéria. A secretária foi liberada após o crime e afirmou não ter visto o rosto dos criminosos por estar vendada. O corpo da advogada foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT).

 

Fonte: A Tarde