Camaçari: saúde da mulher, segurança pública e defesa do consumidor estiveram em pauta na Sessão desta quinta (06)

Politica

Cerca de 50 proposições foram apreciadas em plenário durante a Sessão Ordinária da Câmara de Camaçari, nesta quinta-feira (06/12). Dentre os temas de destaque debatidos pelos vereadores estão ações na área da saúde da mulher, segurança pública e defesa do consumidor.

vereador jackson

A Indicação No 979/2018, do vereador Val Estilos (PPS), recebeu apoio dos demais parlamentares pela relevância e grande demanda apresentada no município. A matéria pede que seja disponibilizada a realização de cirurgias de redução da mama, quando indicadas pelo médico, como prevenção ou solução de problemas ortopédicos. "São muitos os casos em que a dimensão da mama acaba impactando e gerando problemas na coluna das mulheres. Sabemos que o custo é grande, mas vale o esforço para que o município possa oferecer essa intervenção cirúrgica para nossas cidadãs", defendeu o parlamentar.

A vereadora Fafá de Senhorinho (DEM) também fez uso da palavra e lembrou que a redução da mama, além de resolver problemas ortopédicos, também oferece melhoria na autoestima das mulheres.

Por sua vez, o vereador Niltinho (PR) apresentou a Indicação No 999/2018, que pede a implantação de uma Base Comunitária de Segurança da Polícia Militar no Parque das Mangabas. "O bairro tem uma grande extensão territorial e sofre com o número elevado de casos de violência, por isso se faz urgente uma ação que combata essa situação. Precisamos discutir mais profundamente políticas públicas de segurança para nosso município", defendeu.

Já o Projeto de Lei N049/2018, do vereador Jackson (PT), entrou na pauta da sessão desta quinta. A matéria trata da proibição da cobrança de estacionamento aos consumidores de shoppings centers e centros comerciais na cidade. O projeto foi encaminhado para análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ); da Comissão de Defesa do Consumidor e Contribuinte e da Comissão de Desenvolvimento Econômico e Micro Empresas.

 

Fonte: Ascom-CMC