doacaompec17

O prefeito Elinaldo Araújo assinou, na manhã desta terça (5/12), termo de compromisso com base na Lei 1.514 de 2017, aprovada pela Câmara Municipal, que autoriza a doação de terreno de 5 mil metros quadrados ao Ministério Público Estadual para que o órgão construa sua nova sede em Camaçari. A solenidade ocorreu em Salvador, no gabinete da procuradora-geral de Justiça da Bahia, Ediene Lousado, que agradeceu o gesto do prefeito. “Vai permitir que o Ministério Público tenha uma sede ampla, à altura da importância de Camaçari”, disse. 

Elinaldo expressou à chefe do Ministério Público Estadual a disposição da sua gestão de ajudar no que for preciso à instalação da nova sede, que será erguida no Centro Administrativo de Camaçari, onde estão os prédios da Prefeitura, Câmara de Vereadores e o novo fórum da Justiça, em processo de construção. “A população de Camaçari só tem a ganhar com essa parceria entre a Prefeitura, a Câmara, o Judiciário e o Ministério Público. Essa junção dos prédios numa mesma área certamente vai agilizar os serviços. Com uma sede nova, o MPE que defende a população e auxilia os governos, vai ampliar seu trabalho”, declarou o prefeito. “Além disso, a obra vai gerar empregos para os moradores do município”, completou. 

Presente à solenidade, o presidente da Câmara Municipal, vereador Oziel Araújo, declarou que o MPE “exerce função importantíssima para a consolidação da democracia” e dá ao órgão as devidas condições de funcionamento e contribui para esse trabalho. Os vereadores Júnior Borges e Vaninho da Rádio, que compareceram ao evento, elogiaram a parceria. “O Ministério Público, que é o fiscal da lei e sempre é procurado pela população no último momento, quando as coisas não acontecem, vai se instalar junto dos outros poderes e isso será bom, pois todos estarão sempre ao lado da sociedade”, disse Borges. “Camaçari está vivendo um momento de transformação em todos os aspectos e transformar a cidade de maneira grandiosa e não pensar também nos órgãos que estruturam esse segmento seria ficar para trás. O MPE com a nova sede vai dar uma resposta a contento à população”, reforçou Vaninho. 

O promotor Luciano Pitta, coordenador da Promotoria Regional, explicou que a partir da nova casa, o MPE poderá melhorar a prestação de serviços à comunidade. “Será um prédio moderno, com os padrões de acessibilidade adequados à nova realidade, além disso, a localização será excelente, ao lado do novo fórum do município, vai facilitar para advogados e quem tem demandas com a Justiça e Ministério Público”, disse. 

A Promotoria Regional de Camaçari engloba além da sede, os municípios de Lauro de Freitas, Catu, Mata de São João, Pojuca e Dias D'Ávila. “Portanto todas as demandas administrativas do MPE desses municípios é responsabilidade da Promotoria Regional, daí a importância de termos uma sede maior e mais adequada”. O promotor explicou que essa era uma reivindicação antiga. “Ocupávamos um prédio cedido em comodato pela prefeitura. Há um ano e meio mudamos pra um prédio novo alugado”, contou, assinalando que a nova sede, mais ampla e moderna, era uma necessidade. 

O MPE estima que as obras do prédio do órgão em Camaçari devem começar entre o final de 2018 e o início de 2019. Também participaram da solenidade o vice-prefeito José Tude, a secretária Juliana Paes, do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, o secretário de Serviços Públicos, Armando Mansur, e o procurador-geral do município, Bruno Nova.

Fonte: Ascom PMC

sessaoasmina

A Câmara Municipal de Camaçari realizou, na manhã desta segunda-feira (04), no município, o lançamento da campanha “Respeita as Mina”. Esta é uma campanha do Governo do Estado da Bahia de enfrentamento à violência contra as mulheres que foi lançada no carnaval deste ano e se tornou permanente com a sua ampliação via adesão por universidades, municípios e organizações não-governamentais. Em Camaçari, o lançamento ocorreu em parceria com a Secretaria de Mulheres do Sindicato dos Metalúrgicos. 

A sessão foi pedida pelo vereador Binho do Dois de Julho (PC do B), que em sua fala de abertura relatou sobre as dificuldades das mulheres no município e as ações que devem ser buscadas para combater a violência contra o gênero. “É preciso fortalecer a luta das mulheres que hoje são vítimas de violência doméstica e na rua, além daquelas que estão excluídas do mercado de trabalho. O Sindicato dos Metalúrgicos tem lutado para garantir vagas de emprego para as mulheres assim que elas surgem, mas é preciso muito mais”, pontuou o vereador.   

A secretária Estadual de Políticas Públicas para as Mulheres, Julieta Palmeira, explicou sobre os objetivos da Campanha e revelou dados preocupantes sobre Camaçari. “O município hoje está inserido no mapa da violência contra as mulheres, chamada de feminicídio. Está muito acima da média nacional, se tornando um caso de saúde pública. Não podemos esconder esses dados, temos que dar visibilidade para que a violência não se torne uma rotina”, disse a palestrante. A secretária ainda comentou sobre a flexibilidade da justiça perante os assassinos de mulheres, que esta postura tem que ser modificada para que as mulheres tenham seus direitos respeitados. 

A sessão contou com a participação de muitas mulheres que ocupam cargos de autoridade, entre as quais, a delegada titular da 4ª Delegacia de Homicídios de Camaçari, Maria Tereza da Silva; a psicóloga e ex-secretária das Mulheres de Camaçari, Suzana Lima; a Coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres, Bela Batista;  a secretária das mulheres metalúrgicas, Ângela Arcanjo; a presidente do Conselho das Mulheres, Kátia Contreiras; e Jesuíta Pacheco, da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).

Fonte: Ascom Câmara

pracabvhreq

Reivindicação histórica dos moradores do bairro Verdes Horizontes, a Praça da Creche vai ser requalificada. Foi o que anunciou o prefeito Elinaldo Araújo ao visitar o bairro na sexta (1/12) para a reinauguração do Centro Integrado de Educação Infantil (CIEI). 

Ele foi abordado pelos moradores e circulou pela quadra de esportes que se encontra em estado precário. "Joguei bola nessa quadra. A praça é o local privilegiado. Vamos revitalizá-la, atendendo essa justa reivindicação dos moradores do Verdes Horizontes", disse o prefeito. 

O presidente da Associação dos Moradores do Verdes Horizontes, Val do Verdes, reclamou que os governos passados nunca se preocuparam em realizar obras de melhorias na praça. "Mas graças a Deus agora vai sair. Novos Horizontes tem 25 mil habitantes. Esta é a área de lazer mais privilegiada do bairro. Se você fizer uma praça de porte, estilosa, a população vai se concentrar aqui", disse.

Fonte: Ascom PMC

sessaoviolenciamulherNesta quinta-feira, 30, a Câmara Municipal de Camaçari, sediou a Sessão Especial, que abordou a violência praticada contra a mulher e os desafios para combater a mesma no município.

A Sessão foi solicitada pela vereadora Fafá de Senhorinho (DEM), em referência ao Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres, comemorado mundialmente em 25 de Novembro.

Na ocasião, a vereadora citou dados estatísticos da violência contra a mulher no Brasil e na Bahia. “Esta sessão foi uma das formas que encontramos para dizer basta à violência contra a mulher”, disse.

A coordenadora do Centro de Referência à Mulher Yolanda Pires, Bela Batista, iniciou a sua palestra mostrando números de atendimentos realizados na instituição. Segundo dados, 1.143 mulheres foram atendidas no local, até o dia 31 de outubro.  Na ocasião, ela informou ainda o perfil da mulher que procura o Centro e sofre violência doméstica em Camaçari. “Em sua maioria ela é negra, na faixa etária entre 30 a 35 anos, com filhos, o que é interessante, pois muitas delas procuraram ajuda porque os filhos também passaram a sofrer violência ou a replicá-la dentro de casa. Tem também a mulher que depende financeiramente do marido”, disse. A coordenadora do Centro apontou na palestra os tipos de violência sofrida pelas mulheres do município. São elas: A psicológica (79%), que compreende ameaça, humilhação, perseguição; a física (66%), que são os socos, ponta pés, queimaduras; a moral (62%), que são as injúrias, calúnia, difamação; a patrimonial (15%), muito ligada a questão da dependência financeira; e a violência sexual (4,2%), que, segundo a coordenadora, não tem uma grande porcentagem de registro pelo fato da mulher acreditar que tem por obrigação servir aos desejos sexuais do companheiro. Uma mulher pode registrar vários tipos de violência sofrida.

A delegada titular da Deam, Florisbela Rocha, descreveu o perfil das mulheres que procuram ajuda na unidade policial e  comentou os tipos de agressões sofridas por essas mulheres, dentro de casa. Ainda na Sessão, a desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia, Dra. Nágila Brito, palestrou sobre a Lei Maria da Penha. “Os críticos desta Lei costumam dizer que ela não é efetiva, que não funciona, pelo fato do número dos casos registrados ter aumentado no últimos anos. Mas a verdade é que as pessoas estão conhecendo mais as leis, as mulheres estão se sentindo mais seguras com os meios disponibilizados para o seu acolhimento e assistência”, disse.

Os parlamentares também tiveram espaço para se expressarem na Sessão Especial. “Até a bíblia fala da questão da violência contra a mulher. Que o homem deve viver a vida em comum, respeitando o espaço dela e ela o dele, tendo ela como vaso mais frágil, porque a mulher é sensível”, comentou o vereador Pastor Neilton (PSB), citando o trecho bíblico lido no início da Sessão.

Também se fizeram presentes o Major Roberto Castro, representando o comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar, Henrique Melo; e a secretária de Ação Social de Camaçari, Simara Ellery.

BannerBuscando aproximar o cidadão do Poder Legislativo através do conhecimento e participação ativa nas propostas para a cidade que são debatidas pelos vereadores, a Câmara Municipal de Camaçari realizará nesta quinta-feira (07) a Câmara Itinerante. A Sessão acontecerá no Centro Educacional Marquês de Abrantes a partir das 9h da manhã, e será aberta ao público.

Tendo sido pedida pela Mesa Diretora, a Sessão Itinerante atende ao Art. 68 do Regimento Interno da Casa. Para a realização do evento, a Câmara Municipal disponibilizará toda a estrutura necessária. Os moradores terão a oportunidade de apresentar suas propostas e reivindicações para sua localidade.  

"A Câmara  Itinerante foi  idealizada  com o objetivo de aproximar o cidadão do parlamento, a fim  de  melhor  conhecer  seus  anseios  e  necessidades,  de  acordo  com  cada comunidade que visita", justificou o presidente da Câmara, vereador Oziel (PSDB).

pracabvhreq

Reivindicação histórica dos moradores do bairro Verdes Horizontes, a Praça da Creche vai ser requalificada. Foi o que anunciou o prefeito Elinaldo Araújo ao visitar o bairro na sexta (1/12) para a reinauguração do Centro Integrado de Educação Infantil (CIEI). 

Ele foi abordado pelos moradores e circulou pela quadra de esportes que se encontra em estado precário. "Joguei bola nessa quadra. A praça é o local privilegiado. Vamos revitalizá-la, atendendo essa justa reivindicação dos moradores do Verdes Horizontes", disse o prefeito. 

O presidente da Associação dos Moradores do Verdes Horizontes, Val do Verdes, reclamou que os governos passados nunca se preocuparam em realizar obras de melhorias na praça. "Mas graças a Deus agora vai sair. Novos Horizontes tem 25 mil habitantes. Esta é a área de lazer mais privilegiada do bairro. Se você fizer uma praça de porte, estilosa, a população vai se concentrar aqui", disse.

 

Fonte: Ascom PMC

pestalozzicaruru7

Nesta sexta-feira (01/12), a Associação Pestalozzi de Camaçari vai realizar o VII Caruru Beneficente, o evento está previsto para acontecer à partir das 11h na Escola Normal, na rua Ponciano oliveira, centro. 

O objetivo é arrecadar fundos para ajudar a instituição na compra de materiais e melhoria dos serviços oferecidos às pessoas com deficiência. Para participar basta garantir o ticket, cujo valor é R$ 15,00, e também pode ser adquirido no momento do almoço. 

Sobre a Pestalozzi Camaçari:

Há 34 anos em Camaçari, a Associação Pestalozzi de Camaçari é uma entidade sem fins econômicos que atende pessoas com deficiência intelectual em Camaçari desde 1983. É referência no atendimento e na inserção na rede regular de ensino.

O trabalho é pautado na filosofia do educador suíço Henry Pestalozzi, ele acreditava no potencial das pessoas e que as mesmas precisavam de condições e estímulos adequados. A Associação Pestalozzi de Camaçari sobrevive de convênios, doações e eventos. A unidade conta com apoio da Prefeitura e o Caruru é uma das formas encontradas para arrecadar mais recursos para manutenção da entidade. 

Associação Pestalozzi oferece educação básica de ensino fundamental I (1º ao 5º ano) e atendimento educacional especializado com psicologia, psicomotricidade, psicopedagogia, musicoterapia e apoio educacional, além de atividades esportivas. A unidade conta com apoio da Prefeitura.

Mais Artigos...