viradaorlacamacari8

A Prefeitura está preparando um réveillon com muitas atrações locais e regionais para a Costa de Camaçari. A festa no dia 31 de dezembro vai ocorrer em três pontos distintos da orla, Jauá, Arembepe e Barra do Jacuípe. Cada localidade terá uma grade de programação formada por quatro apresentações musicais, além de queima de fogos de 12 minutos. 

Em Arembepe será montado um palco próximo ao Terminal de Ônibus Célia Maria Tavares Campos, e em Jauá a estrutura será armada no início da Avenida Beira-mar. Em Barra do Jacuípe as atrações se apresentarão em um trio elétrico, localizado na rotatória, próximo à igreja. Os shows estão previstos para começar às 19h. 

A segurança dos três locais será garantida por um efetivo de 250 policiais. O evento contará também com o apoio de agentes de trânsito e transporte, Defesa Civil, saúde e limpeza pública, que vão montar um esquema especial para proporcionar mais conforto para moradores e visitantes. 

Na sede, a passagem de ano será marcada por shows pirotécnicos com igual duração aos realizados na orla e devem ocorrer no bairro dos 46 e no Morro da Manteiga. Segundo a Coordenação de Eventos, a expectativa é de reunir cerca de 10 mil pessoas, somando os três pontos de festa, que vão comparecer aos locais para comemorar a chegada de 2018 com muita energia e positividade. 

Em um ano marcado por muitos desafios e dificuldades para colocar a estrutura pública e a cidade em ordem, o desejo da administração municipal é que o ano de 2018 seja repleto de novas conquistas e oportunidades, e que elas assegurem mais desenvolvimento à população.  

Fonte: Ascom

naadezap18

Se você é daqueles que mantém um celular antigo, vale a pena conferir bem a versão atual do seu sistema operacional para não ficar sem o WhatsApp em 2018. 

O serviço de mensagens mais popular do mundo deixará de funcionar em alguns smartphones a partir do dia 1º de janeiro. A razão é que ele já não desenvolve suporte operacional para essas plataformas, o que faz com que elas não sirvam mais. 

Sistemas operacionais, assim como aplicativos, costumam ter diversas atualizações pequenas durante todo o ano, e pelo menos uma grande, em que a versão do programa muda. 

De acordo com o site do WhatsApp, os sistemas que já não serão compatíveis a partir do novo ano são aqueles que operam nos sistemas BlackBerry OS 10 e no Windows Phone 8.0. "Apesar de esses telefones terem feito parte da nossa história, eles não oferecem a capacidade necessária para expandir as funções do nosso aplicativo no futuro", disse a empresa. 

Esses sistemas operacionais se somam à lista daqueles em que o WhatsApp já não opera: versões do Android anteriores à 2.3.3, Windows Phone 7, iOS 6 (nos iPhones 3GS e abaixo) e Nokia Symbian S60. 

Funções limitadas

A empresa alerta também que já não faz suportes para outras plataformas como os Nokia S40 ou os sistemas operacionais Android 2.3.7.  Isso significa que, mesmo que no momento esses telefones consigam continuar mandando e recebendo mensagens instantâneas, algumas funções podem parar de funcionar a qualquer momento.  Por exemplo, não será possível criar uma conta nova, nem voltar a verificar uma já existente, se esses telefones não tiverem o aplicativo já baixado. 

A empresa encoraja os usuários do aplicativo a adquirir um novo modelo de celular com sistema Android 4.0 ou superior, Windows Phone 8.1 ou superior ou um iPhone com iOS 7 ou superior. O WhatsApp hoje tem mais de 1 bilhão de usuários ativos, segundo dados da própria empresa, que pertence ao Facebook. 

É sem dúvida o serviço de mensagens instantâneas mais popular do mundo, seguido pelo multitarefas chinês WeChat. Outros, como o Telegram, não superam os 100 milhões de usuários, de acordo com dados recolhidos em fevereiro deste ano. 

"Queremos concentrar nosso esforço nas plataformas que a maioria das pessoas usam e, apesar de às vezes termos que tomar decisões difíceis, temos que dar às pessoas a melhor forma de se comunicarem com os seus", afirma o WhatsApp em seu blog.

Fonte: BBC Brasil

3mortesbr324

Três homens morreram e uma ficou gravemente ferida em um acidente na BR-324, na altura de Candeias, na região metropolitana de Salvador, na manhã desta terça-feira (26). 

Conforme informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma caminhonete Hilux, que seguia no sentido Feira de Santana, invadiu a contramão, na altura do Km 588, e bateu de frente com um ônibus intermunicipal, que estava no sentido Salvador. Outros três carros de passeio que estavam atrás acabaram batendo no ônibus. 

Segundo a PRF, os três mortos e o ferido estavam na Hilux. Uma quinta pessoa que estava no veículo, uma mulher, não teve ferimentos e não precisou de atendimento médico. O ferido, também um homem, foi socorrido por uma equipe da ViaBahia, concessionária que administra um trecho da rodovia. Por conta do acidente, houve lentidão no trânsito na BR-324, sentido Salvador. 

Até por volta das 8h40, os corpos das vítimas e os veículos envolvidos no acidente estavam no local. Uma equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi acionada para fazer a remoção dos corpos. O acidente será investigado pela Polícia Civil.

Fonte: G1

trabcond15mil

O juiz Francisco Pedro Jucá, da 14ª Vara do Trabalho de São Paulo (SP), condenou uma mulher a indenizar a pagar R$ 15 mil dos honorários advocatícios e custas processuais da Falcon Distribuição, aonde trabalhou. Ela acionou a empresa na Justiça requerendo reintegração após ser demitida. A decisão que onerou a trabalhadora foi embasada na Reforma Trabalhista.

O valor corresponde a 10% da causa, de R$ 127 mil, além de custas processuais. Na ação, a trabalhadora afirma que sofreu um acidente de trabalho em março de 2017, quando se encontrava em um hotel em Belo Horizonte (MG), onde escorregou em piso molhado e teve uma ruptura muscular. Foi deferido a ela auxílio-doença pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) até maio de 2017. Dispensada sem justo motivo, em junho do mesmo ano, ela recorreu à Justiça requerendo reintegração aos quadros funcionais da empresa ou indenização substitutiva equivalente.

O advogado Ernane Nardelli, representando a Falcon, contestou a alegação do acidente, demonstrando que a empregada teria tido uma ruptura decorrente de uma fadiga muscular quando se dirigia a um restaurante. "Na verdade, não foi um acidente e sim um incidente (esforço físico), sem qualquer relação com o trabalho. Não havendo acidente de trabalho, não haveria qualquer estabilidade acidentária, sendo indevida a reintegração", pontuou em sua defesa.

O juiz reconheceu tal argumento e entendeu que não foi caracterizado qualquer acidente. "Cabia à reclamante, nos termos do artigo 373, II, da CLT, comprovar as alegações trazidas na exordial, quanto ao acidente sofrido, todavia a demandante não produziu quaisquer provas que pudessem formar o convencimento do Juízo acerca da ocorrência do alegado sinistro", destacou o magistrado.

Desta forma, julgou improcedente o pedido de reintegração e pagamento de salários prevista no artigo 118 da Lei 8.213/91. Utilizando-se da reforma trabalhista, especialmente do §3º do artigo 790 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), indeferiu a gratuidade processual por ausência de provas nesse sentido. Além disso, Francisco Pedro Jucá aplicou o dispositivo contido no artigo 791-A da CLT, condenando a trabalhadora ao pagamento de honorários sucumbências no porcentual de 10% do valor atualizado da causa (R$ 127.534,40), além das custas processuais no valor de R$ 2.550,68.6, o que equivale a R$ 15.304,12. 

Fonte: BN

ba093natal

Mais de 228 mil veículos circularam pelo Sistema de Rodovias BA-093, administrado pela Concessionária Bahia Norte, entre os dias 23 e 25 de dezembro de 2017. Com um esquema especial montado para atender aos condutores durante os festejos de fim de ano, a exemplo da festa de Natal, o Centro de Controle Operacional da Bahia Norte registrou 05 acidentes e 55 ligações por meio do 0800 600 0093.

A Concessionária Bahia Norte ressalta que divulgará o balanço completo dos festejos de fim de ano, logo após o Réveillon.  

Fonte: Ascom Bahia Norte

justicabebidapostos

A Justiça baiana negou o pedido do Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniências do Estado da Bahia (Sindicombustíveis) para suspender a lei municipal que proíbe a venda de bebida alcóolica nos postos de gasolina de Salvador entre 22h e 6h.

A decisão foi do juiz substituto de 2º grau João Batista Alcântara Filho. Segundo informações do jornal Correio, a entidade argumenta que a norma traz prejuízos financeiros aos estabelecimentos, principalmente durante o período do final do ano, quando a venda de bebidas alcóolicas aumenta.

O juiz discordou do sindicato e afirmou não ter visto perigo de dano ou risco de resultado útil do processo de forma a suspender a lei, que é objeto de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin), ainda não julgada pelo Pleno do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). O juiz argumentou ainda que os postos continuarão a comercializar combustível no período, que é o principal produto dos postos, sem gerar, portanto, prejuízos. 

Fonte: Bahia Noticias

bahianorte

A Concessionária Bahia Norte pede atenção aos motoristas que trafegarem pela Estrada do Coco (BA-099), nesta quarta-feira, 20 de dezembro. A partir das 22h, a empresa vai executar a instalação de defensas metálicas no perímetro da passagem subterrânea que interliga a Via Metropolitana com a BA-099, na altura do km 8,5 da rodovia.

A Bahia Norte, que é a responsável pela obra, vai sinalizar todo o trecho e contará com o apoio da Concessionária Litoral Norte (CLN). A intervenção deve ser realizada até às 5h desta quinta-feira, 21 de dezembro.  O horário escolhido é considerado de menor fluxo, evitando congestionamentos na região.

Fonte: Ascom

Mais Artigos...