Racismo religioso é tema da III Marcha do Empoderamento Crespo

Cultura e Artes

marchaempcrespo17

O racismo religioso foi o tema da III Marcha do Empoderamento Crespo, que aconteceu neste sábado (18), a partir das 13h, com saída do Largo do Campo Grande e caminhada até a Praça Castro Alves. O evento é um desdobramento da ação de crespas e cacheadas que se popularizou na internet nos últimos cinco anos, mas também é fruto da ação da militância de blocos afros e setores dos movimentos negros de Salvador. 

De acordo com as organizadoras do evento, o tema foi escolhido em virtude da atual conjuntura política, que tem gerado o avanço do conservadorismo, a ascensão de ideias e práticas fascistas, racistas e intolerantes que estão minando os poucos direitos conquistados pelas minorias sociais.

“Nessa conjuntura de retrocessos e espetacularização racista, as investidas contra templos religiosos – como por exemplo as violações ao sagrado que colocam sacerdotisas e sacerdotes em situações vexatórias de transgressão às suas crenças – e aos participantes das religiões de matriz africana têm sido constantes. A demonização e os ataques às religiões de matriz africana são frutos do racismo, que carrega em si ideias, práticas e projeções da cultura ocidental, branca, cristã e universalista”, argumentou Naira Gomes, uma das organizadoras da marcha. 

O evento reuniu centenas de pessoas entre adultos e crianças.

Fonte: Correio

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar