Festa de Santo Antônio no Inocoop anima público forrozeiro

Cultura e Artes

santoantinocoop

O santo casamenteiro em Camaçari também é celebrado. Nesta sexta-feira (15/6), começaram os festejos profanos em homenagem ao santo no bairro do Inocoop. Por lá, a festa é tradição há mais de 20 anos e a comunidade participa de forma ativa. Além de uma ótima opção de lazer, a festa movimenta a economia local e permite que as pessoas adquiriram uma renda extra.
 
Moradora do bairro há 10 anos, Letícia Caldas não perde uma edição do Santo Antonio do Inocoop, e esse ano ela veio curtir a festa acompanhada dos irmãos e sobrinhos. “Acho o evento maravilhoso. Um ambiente tranquilo e bom para brincar em família”, disse ao acrescentar, “aqui é um esquenta para o Camaforró”, finalizou Letícia, ao afirmar que também vai aproveitar o São João da cidade, marcado para acontecer de 21 a 23 de junho, no Espaço Camaçari 2000.

A primeira apresentação da noite ficou por conta de Bell Show, mas a noite seguiu animada ao som de Palco Livre, Acarajé com Camarão e Virado no Setenta. No sábado (16/6), último dia de festa, vão passar pelo palco Humildes do Forró, San & Jhon, Forrozão e  Xaxado da Chinela. A primeira atração inicia às 19h e a última às 0h30. A expectativa é de reunir cerca 5 mil pessoas, por dia.

O santo casamenteiro também é comemorado em Barra do Jacuípe, que é padroeiro da localidade. Por lá, a comemoração ocorre há mais de 60 anos e iniciou nesta sexta-feira com a lavagem ao longo do dia e segue no sábado (16/6) e domingo (17/6) com shows em palco montado na área do estacionamento, próximo ao largo da Igreja de Santo Antônio, onde 10 atrações farão a animação da comunidade com muito forró e arrasta pé, que iniciam às 18h. São esperadas cerca de mil pessoas por dia.
 
As festas são realizadas pela Prefeitura, através da Secretaria do Governo (Segov), por meio da Coordenação de Eventos. Para garantir a tranquilidade e a comodidade do público, os eventos contam com apoio da Polícia Militar e dispõem ainda de seguranças particulares. Os espaços são dotados de toda infraestrutura, como barracas de lanches e bebidas, além de sanitários químicos.

 

Fonte: Ascom PMC