Eleições Camaçari: entre sede e orla eleitores reclamam de todo o processo

Bahia

Neste domingo (07/10), cerca de 10,3 milhões de baianos foram às urnas votar e escolher quem serão os candidatos que ocuparão os cargos na presidência, no governo, no senado e na câmara e na assembleia.

eleitoresrec3

O pleito que deveria ter ocorrido de forma mais tranquila e rápida como previa a Justiça Eleitoral, mas, em Camaçari por exemplo, teve enormes filas, demora do eleitor na cabina de votação, urnas apresentando defeitos e muita reclamação.

Bairro Camaçari de Dentro:

“Nunca fiquei uma eleição sem votar, mas estou me vendo obrigada a desistir. Já são 16:43 e as filas estão quilométricas aqui no Colégio Monteiro Lobato, pior que ainda vou trabalhar”, disse Sonia Santos, do Camaçari de Dentro.

“Nunca vi isso, aqui no Camaçari de Dentro a escola Monteiro Lobato, está com duas seções por sala. Imagine duas seções para uma urna só”, contou indignada a pedagoga Duane Dantas.

eleitoresrec

Bairro da Gleba E:

“Aqui tá um inferno, imagine que às 16h25min ainda tem centenas de pessoas nas filas para votar, sem falar nas pessoas que estão desistindo por causa das longas filas. Uma grande falta de respeito, a Escola Anísio Teixeira não comporta esse tanto de gente. Nunca esperei ver isso”, desabafou a dona de casa dona Rosa Reis.

“Minha sobrinha fez biometria, veio votar e o nome dela não constava na lista, ela teve que retornar para casa. Um absurdo essa eleição, muito desorganizada”, disse dona Lucélia Trindade.

Centro de Camaçari:

“No Colégio Modelo Luís Eduardo, filas gigantes, sem sinalização. Uma loucura”, disse a jornalista Eliane Cunha.

“Uma grande parte dos eleitores não estão sabendo votar, muita gente indecisa e isso gerou muita confusão. Na minha seção mesmo, várias pessoas tiveram que votar com a ajuda de outra que era escolhida pelo próprio eleitor. Confesso que nunca vi isso”, contou Álvaro Menezes.

eleitoresrecesse

Arembepe:

“Em Arembepe as filas enormes ainda. Urnas dando problema, um caos total”, disse Saadia Souza às 17h em uma rede social.

Barra do Pojuca:

“Primeira vez que vejo isso, já são 17:41 e a escola aqui em Barra do Pojuca, está superlotada de pessoas que estão tentando votar”, relatou Daniele Bispo via whatssap.
Na sede ou na orla de Camaçari teve quem esperasse até algumas horas numa fila.

O próprio presidente do TRE-BA, José Rotondano chegou a comentar que seria possível que a votação chegasse a até 21h em alguns locais. “Haverá uma extrapolação de quatro horas do término do horário de votação. Uma alternativa para fugir das filas é votar no chamado 'vácuo do horário de almoço, entre as 12h e as 14h”, disse o presidente.

 

Ação Noticias