Fórum Municipal de Educação Infantil promove diálogo entre professores de Camaçari

Educação

forumeucinft18

Com o tema Infância, Currículo e Linguagens foi aberto nesta quarta-feira (24/1) o Fórum Municipal de Educação Infantil, no Teatro Alberto Martins. O evento tem o objetivo de promover a reflexão sobre a educação infantil em Camaçari, além da socialização de boas práticas da rede municipal, que teve excelentes resultados. 

A educação infantil é o foco da Secretaria da Educação (Seduc) nesse momento e o fórum fortalece essas ações, como a construção de cinco creches que, juntas, vão ofertar cerca de 2 mil vagas em regime integral. 

A secretária da Educação, Neurilene Martins, falou sobre o evento. "Essa é a grande força. A ideia que os educadores podem se constituir em comunidades de práticas, que nos ajuda a entender a importância desse movimento, e a gente pode ver o trabalho realizado". Na oportunidade, a titular da pasta fez uma perspectiva da educação infantil no Brasil e apresentou o Panorama na Educação Infantil Municipal – 2017. 

 O diálogo das mesas começou com o tema Conversando com as Práticas. Nela, a coordenadora pedagógica na Escola Comunitária Brincando e Criando falou sobre a Infância e Currículo e evidenciou a trajetória da escola ao longo de sete anos, das novas práticas desenvolvidas. "Antes ela não tinha um currículo direcionado para a educação infantil, depois foi escrita a proposta pedagógica e foram se desenvolvendo as práticas, que contam, por exemplo, com a adaptação do espaço físico e do ambiente, junto com a escuta da criança". 

Também participou da primeira mesa a gestora do Centro Integrado de Educação Infantil (CIEI) Emaús, Elisângela Rosa, que falou sobre Escuta de Crianças. No turno da manhã, ainda foi realizada a conferência Infância, Currículo e Diversidade, pelo professor e subsecretário da Educação, Marcio Vila Flor. 

Interessada em estar sempre atualizada, a professora do grupo 4 da Escola Municipal Fonte da Caixa, Géssica Sebastião, 28 anos, compareceu ao fórum. "Me inscrevi com o objetivo de adquirir mais conhecimento e aprender mais sobre o currículo da educação infantil. A gente precisa sempre se atualizar para acompanhar as crianças que hoje aprendem tudo rápido". 

A programação segue no turno da tarde com abertura oficial dos trabalhos e com a segunda mesa de diálogos que debaterá Linguagens e Escuta na Educação Infantil com as doutoras Lidiane Araújo, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), e Risonete Almeida, da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), que falarão sobre a Leitura e Escrita na Educação Infantil: um mundo de possibilidades e Participação e Escuta de Crianças na Educação Infantil, respectivamente. Durante todo o dia a expectativa é que cerca de 160 professores participem do fórum.

Fonte: Ascom PMC