Lauro de Freitas: professores acusam prefeitura de não pagar 13º salário

Educação

profsemdimolf

Os professores de Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador, acusam a prefeitura de não pagar o 13º salário dos trabalhadores. Nesta quarta-feira (20) é encerrado o prazo para o pagamento do valor. Em nota, o sindicato da categoria, a Asprolf, criticou a prefeita Moema Gramacho e afirmou que a administração municipal ainda não se pronunciou sobre o caso. "Apesar de ter calendário oficial de vencimentos ultimamente a gestão municipal tem adotado a cultura do atraso e segue sem dar qualquer explicação para o não pagamento do 13º dos profissionais da educação", diz o comunicado da categoria.

A Asprolf estima que pelo menos 3 mil trabalhadores são prejudicados com o atraso no pagamento. "Com o saldo negativo e de bolsos vazios os professores aguardam uma resposta da prefeita", diz o texto do sindicato.

Fonte: Bahia Noticias