Empréstimo de US$ 80 milhões é liberado para Camaçari

Responsabilidade Social

emprestimochega8

A Prefeitura de Camaçari teve o empréstimo de US$ 80 milhões (cerca de R$ 300 milhões), contratado junto ao CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina, aprovado pela Comissão de Financiamentos Externos (COFIEX), do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. A decisão da comissão equivale a um aval do Governo Federal à operação.

A notícia, divulgada na quarta-feira (6/6), é considerada um marco, pois esta é a primeira vez que o município consegue captar concessão numa entidade de crédito internacional, o que só foi possível após as contas públicas do executivo municipal passarem por analise e serem consideras adequadas. A próxima etapa é a apresentação ao CAF dos primeiros projetos para a última etapa do processo antes da liberação dos recursos.

Os projetos, que devem ser tocados com esses recursos, já a partir de janeiro de 2019, irão contemplar a sede e a Costa do município na implementação do Programa de Integração e Desenvolvimento Urbano, Social e Ambiental de Camaçari, que envolve na criação equipe técnica de várias secretárias da administração. O programa prevê um conjunto de obras de infraestrutura nas áreas de mobilidade urbana, saneamento e outras intervenções.

De acordo com o prefeito Elinaldo Araújo, que comemorou bastante a aprovação do empréstimo, a população de Camaçari é muito carente de espaços públicos de lazer. “Iremos usar os recursos com vista a melhorar e elevar a qualidade de vida do camaçariense”, ressaltou o gestor municipal.

Entre as intervenções propostas estão a duplicação do Viaduto do Trabalhador, com novas alças de acesso; a ligação da Estrada da Cascalheira (BA-531) com a Avenida Industrial Urbana; as requalificações da Avenida Eixo Urbano Central, do Centro da cidade e do Horto Florestal; a construção de equipamentos públicos, como a Vila dos Esportes, e de novos mercados públicos; além da melhoria na qualidade de ensino, com a ampliação na rede de educação infantil com novas creches.

 

Fonte: Ascom PMC