Ford orienta como o passageiro pode influenciar positivamente o motorista

Responsabilidade Social

Be a Positive Influence in the Passenger Seat 1

Quando o assunto é falta de atenção ao dirigir, muito se fala sobre o uso de celular. Mas uma das principais distrações está a apenas alguns centímetros de distância – são os passageiros. A maioria deles provavelmente não tem consciência da influência que exerce sobre os motoristas, mas pesquisas indicam que seu comportamento é tão crucial quanto o do condutor do veículo quando se trata de segurança.

Imagine esta situação: a família está no carro, presa no trânsito, e o pai, que está dirigindo, decide pegar um caminho mais rápido para casa, mas entra em uma rua errada. “Agora nunca chegaremos em casa”, grita a mãe do banco do passageiro. As crianças, seguramente afiveladas ao cinto de segurança no banco de trás, começam a chorar. Com tantas distrações, a mãe aumentou as chances de o motorista ficar desatento e fazer um movimento perigoso ao volante.

Como os passageiros influenciam os motoristas

Um estudo do George Institute, da Austrália, mostrou que motoristas com passageiros são 60% mais propensos a sofrer um acidente que resulte em ferimentos graves em comparação a quando dirigem sozinhos. Os passageiros influenciam o comportamento do motorista - tanto de forma positiva como negativa - devido a uma série de fatores, como idade, relação do motorista com o passageiro e até mesmo o sexo do motorista em relação ao do passageiro.

O estudo revelou que, embora as mulheres apresentem índices mais baixos de direção perigosa, a presença de um homem no banco do passageiro aumenta a possibilidade de elas fazerem alguma manobra arriscada em comparação a situações em que estejam viajando com outra mulher. Além disso, em geral as pessoas ao volante tendem a ser menos atentas e menos capazes de prever riscos quando há passageiros a bordo.

“Os passageiros devem se conscientizar da influência que a sua presença pode ter no motorista”, diz Robson Jardim, supervisor de Operações do Campo de Provas da Ford em Tatuí. “Eles precisam colaborar para que a viagem seja segura, evitando comportamentos que causem distração e ajudando o motorista a manter o foco na estrada.”

Como ser um bom passageiro

Os passageiros ajudam a definir o clima da viagem - eles podem ser colaborativos e tranquilos ou gerar estresse e má influência. Confira cinco maneiras de ser um passageiro melhor:

1. Seja um navegador útil: assuma uma função ativa durante a viagem, navegando, atendendo ao telefone e avisando sobre os riscos que se aproximam, mas de maneira calma e produtiva.

2. Não distraia o motorista: se você espera que ele se concentre na estrada, faça sua parte para minimizar as distrações. Não fale alto ao telefone, nem mude constantemente a música ou comente o modo como ele dirige.

3. Fique acordado: passageiros que dormem durante a viagem podem aumentar a probabilidade de o motorista também pegar no sono. Se necessário, troque de lugar com o condutor durante viagens longas para que todos possam tirar uma soneca quando o cansaço chegar.

4. Mantenha as crianças seguras: todos no carro devem estar protegidos com cintos de segurança. As crianças, em especial, devem estar em cadeirinhas ou assentos adequados à idade para minimizar as distrações e maximizar a segurança.

5. Chame a atenção se necessário: os passageiros têm o direito de dizer ao motorista que pare de colocar suas vidas em perigo se ele estiver dirigindo de forma imprudente ou apresentar comportamentos de risco. No entanto, isso deve ser feito de forma tranquila, evitando assustá-lo ou gerar uma situação de estresse.

 

Fonte: Ascom