Sexta, 28 de Janeiro de 2022
30°

Muitas nuvens

Camaçari - BA

Cultura Camaçari

Fé e devoção marcam celebração do Padroeiro de Camaçari, São Thomaz de Cantuária

O encerramento dos festejos foi marcado pela realização de uma carreata e missa campal

07/01/2022 às 22h37 Atualizada em 07/01/2022 às 23h12
Por: Redação Fonte: Revista Metropolitana
Compartilhe:
Foto: Wesley Sobrinho e Jean Victor
Foto: Wesley Sobrinho e Jean Victor

Nem a suspensão da tradicional procissão pelas ruas da cidade, nem o tempo chuvoso que precedeu o início da carreata que substituiu a procissão, diminuíram a beleza e a graça das manifestações de fé que marcaram o dia do padroeiro da cidade de Camaçari, São Thomaz de Cantuária. Mesmo diante dos percalços, o feriado municipal manteve aquela atmosfera litúrgica que, a cada 7 de janeiro, reúne a comunidade católica para uma grande celebração municipal. Este ano, seguindo a tradição, a programação também contou com alvorada e missas temáticas, sendo coroada com uma missa campal na Praça Desembargador Montenegro, onde está localizada a sede diocesana.

Foto: Jean Victor

Também conforme a tradição, as homenagens públicas contaram com a presença de autoridades políticas da cidade, a exemplo do prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo; a primeira-dama, Ivana Paula; o vice-prefeito, José Reis Tude; o presidente do Legislativo Municipal, Júnior Borges (DEM); vereadores da base governista e da oposição; secretários e coordenadores de pastas municipais, entre outras personalidades públicas e administrativas. “Apesar da pandemia, hoje é dia de celebração na nossa cidade, um momento de fé em que o povo sai às ruas para reverenciar seu padroeiro. Estamos aqui para agradecer a São Thomaz por muitas bênçãos e pedir proteção diante dos momentos difíceis que estamos enfrentando. Que São Thomaz de Cantuária nos abençoe sempre”, disse o prefeito Elinaldo.

Foto: Jean Victor

A manhã foi marcada por alvorada, com fogos de artifício, às 5h, abrindo um cronograma de atividades que contou com duas missas. O ponto alto das homenagens foi reservado para a tarde, quando, às 15h, foi realizada uma carreata, substituindo a conhecida procissão, que foi retirada da programação por medida de segurança, considerando os riscos de contaminação pela nova variante da Covid-19 e pelo vírus Influenza H3N2.

Foto: Jean Victor

A carreata fez o mesmo percurso que seria cumprido pela procissão, saindo da Paróquia Santa Luzia, na Gleba C, passando pelo Phoc e pelo bairro dos 46, até chegar à Praça Desembargador Montenegro. Durante todo o trajeto, condutores de carros, motos e bicicletas demonstraram da forma que podiam a fé e gratidão pelo atendimento às preces feitas a São Thomaz. Na missa campal, a alegria dos fiéis encontrou o ápice, como revela Tamires Barros, 27 anos, moradora do Parque Verde II. “Sempre peço proteção para minha família para o nosso padroeiro São Thomaz e sou grata por me atender. Também fiz um pedido especial e tenho fé que vai dar tudo certo”, comentou, representando a devoção de grande parte dos presentes na celebração.

Foto: Wesley Sobrinho

O discurso proferido pelo administrador apostólico da Diocese, Dom João Carlos Petrini, que presidiu a missa campal, apresentou uma mensagem de esperança e de motivação, sentimentos necessários, sobretudo em tempos difíceis como os atuais. “Nessa tarde buscamos luzes para enfrentar os desafios, coragem para dar a volta por cima, sabedoria para não cair nas armadilhas do desânimo e da revolta”, declarou Petrini, com a segurança de quem acredita na resiliência dos camaçarienses.

Foto: Jean Victor

Os festejos ao padroeiro foram encerrados por volta das 19h com a tradicional queima de fogos em homenagem a São Thomaz de Cantuária.