Sexta, 21 de Junho de 2024
25°

Parcialmente nublado

Camaçari, BA

Geral Telas

Uso excessivo de telas pode causar “demência digital”; neurocirurgião comenta

Dr. Antônio Araújo, da Clínica Araújo & Fazzito, comenta os malefícios do vício digital, que vem aumentando em todas as idades e impacta no desenvolvimento cerebral e na educação

11/10/2023 às 06h47
Por: Fonte: makebuzz
Compartilhe:
 Uso excessivo de telas pode causar “demência digital”; neurocirurgião comenta

Com o passar dos anos, vemos que o uso excessivo de telas vem aumentando, independente da idade. O vício, que parece inofensivo, pode gerar diversos problemas ao longo do tempo. Essa preocupação ganha destaque devido ao crescente uso de telas por crianças, adolescentes e adultos, levantando questões sobre os impactos no desenvolvimento cerebral e na educação.

 

De acordo com uma pesquisa realizada com crianças pelo Instituto de Pesquisa do Hospital Infantil de Alberta (Canadá), o uso de telas aumentou mais de 50% desde o ano de 2020, correspondendo a um acréscimo de uma hora e vinte minutos em média.

 

O neurocirurgião Dr. Antônio Araújo, da Clínica Araújo & Fazzito e membro do Corpo Clínico do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, alerta para os perigos do mau uso de dispositivos eletrônicos, popularmente conhecido como "demência digital", que afeta o rendimento cognitivo dos usuários.
 

Diminuição do rendimento cognitivo
 

O uso excessivo de telas, principalmente em idades precoces, está relacionado à diminuição da função cognitiva. Crianças e adolescentes expostos a dispositivos eletrônicos têm dificuldades em manter a atenção na sala de aula, ler regularmente - com estatísticas indicando que apenas 30% das crianças do ensino fundamental leem diariamente -, e desenvolver habilidades de memorização.

 

“A exposição precoce a telas oferece estímulos intensos em termos de cores e sons, tornando desafiador competir pela atenção dessas crianças em ambientes educacionais tradicionais. Isso leva a uma geração de crianças distraídas e com dificuldades de aprendizado”, alerta o médico.

 

Impacto na memória e concentração
 

Além da distração, a dependência digital também afeta a memória e a concentração.

 

“Informações consumidas de maneira superficial e sem conexões emocionais tendem a ser esquecidas rapidamente. A memória eficaz depende da associação de informações e do vínculo emocional com o conteúdo”, explica.

 

Atrofia cerebral e déficit de tela
 

A exposição excessiva às telas pode levar a atrofia cerebral, afetando áreas responsáveis pela memória e concentração. “Esse processo pode ser acelerado, especialmente em crianças e adolescentes, que passam em média 45% do tempo de vigília em frente a telas. No longo prazo, isso pode resultar em perda neuronal significativa.”
 

“Outro fenômeno observado é o "déficit de tela" na educação, onde a aprendizagem através de telas retém apenas cerca de 5% do conteúdo em comparação com a aprendizagem presencial, criando um desafio significativo para a educação.”, complementa o Dr. Araújo.
 

Impacto na Geração Z
 

Embora a geração Z, nascida entre 1990 e 2010, tenha crescido em um ambiente digital, qualquer geração que desenvolva uma dependência digital está em risco. O que importa é o nível de envolvimento e atenção dedicado às telas, aplicativos e redes sociais.

 

“Não é porque a geração Z cresce juntamente à tecnologia que eles possuem uma facilidade maior para o vício. Independente da idade, se você dedica muito tempo às telas, você está suscetível a isso”, esclarece o neurocirurgião.

 

Recomendações para um uso saudável
 

Para reduzir esses efeitos negativos, é importante estabelecer limites para o uso de dispositivos eletrônicos. Recomendações da Sociedade Americana de Pediatria incluem:

 

Abaixo de 6 anos: Proibir o uso de telas.

Entre 6 e 12 anos: Limite diário de 30 minutos a 1 hora.

Acima de 13 anos: Limite diário de 2 horas.

Redes sociais: Apenas acima de 16 anos de idade.

 

Além disso, é fundamental evitar o uso de telas antes da aula e antes de dormir, retirando a tela pelo menos duas horas antes de dormir. Evitar a presença de televisão no quarto e monitorar cuidadosamente o conteúdo acessado por crianças e adolescentes são medidas cruciais.

 

“O uso responsável de dispositivos eletrônicos é essencial para proteger a saúde cognitiva das gerações atuais e futuras, bem como para garantir um desenvolvimento educacional saudável e produtivo”, finaliza.

 

Camaçari, BA Atualizado às 20h01 - Fonte: ClimaTempo
25°
Parcialmente nublado

Mín. 20° Máx. 27°

Sáb 25°C 20°C
Dom 28°C 20°C
Seg 25°C 20°C
Ter 28°C 19°C
Qua 28°C 21°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes